Fortaleza, Quarta-feira, 25 Novembro 2020

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Deputados manifestam pesar por morte do jurista Paulo Bonavides - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Sexta, 30 Outubro 2020 17:25

Deputados manifestam pesar por morte do jurista Paulo Bonavides

Avalie este item
(0 votos)
Deputados manifestam pesar por morte do jurista Paulo Bonavides Foto: Divulgação / UFC
Considerado um dos constitucionalistas mais respeitados do País, o jurista e professor emérito da Universidade Federal do Ceará (UFC) Paulo Bonavides faleceu nesta sexta-feira (30/10), aos 95 anos. Parlamentares da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará lamentaram a perda e destacaram as diversas contribuições do jurista para o direito brasileiro.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Sarto (PDT), manifestou seu profundo pesar pelo falecimento do jurista e professor. O parlamentar ressaltou a carreira brilhante de Bonavides, apontando o jurista como um dos principais constitucionalistas brasileiros e autor de importantes obras das áreas do Direito e Ciência Política.

“Ele contribuiu para o desenvolvimento do Ceará, compartilhando o seu pensamento e pondo à disposição de todos nós sua influência no meio jurídico nacional e internacional. Expresso minha solidariedade à família, amigos e alunos de Bonavides e agradeço, em nome do parlamento cearense, toda a dedicação ao aperfeiçoamento republicano, democrático e federativo brasileiro”, destacou.

O deputado Audic Mota (PSB) solicitou luto oficial à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa e enfatizou que Paulo Bonavides foi “um dos maiores juristas de toda a história do Brasil e do mundo”, e sua partida “deixa sequelas” em toda a comunidade jurídica. “Desejamos que todo o legado que deixou – os ensinamentos, as obras, toda a parte acadêmica – possa servir aos jovens, futuros operadores do direito do Ceará e do Brasil, para tê-lo como referência e exemplo”, pontuou.

Conforme o deputado Queiroz Filho (PDT), Bonavides contribuiu diretamente para uma sociedade mais justa, seja como jurista, seja na brilhante carreira acadêmica. “Teve papel fundamental na Constituinte que produziu a Constituição de 1988. Como referência no meio, expandiu seus profundos conhecimentos através de livros e artigos utilizados nas jurisprudências dos tribunais de vários países. Sem sombra de dúvidas, foi uma das figuras mais emblemáticas da nossa história”, considerou.

O deputado Sérgio Aguiar (PDT) lamentou profundamente o falecimento do professor e salientou que Bonavides marcou época pelos ensinamentos transmitidos sempre com zelo e segurança, fazendo com que a Carta Magna brasileira fosse, verdadeiramente, uma lei que marcasse pela sua forma. “É público que os dois maiores nomes do jurídico cearense foram Paulo Bonavides e Clóvis Beviláqua, deixando, portanto, nesse momento, uma grande lacuna no constitucionalismo alencarino, mas, principalmente, no ensinamento da Constituição a todos nós, brasileiros”, observou.

Para o deputado Leonardo Araújo (MDB), a morte do jurista representa uma grande perda para o direito e a sociedade brasileira. “Isso porque nosso mestre, professor Paulo Bonavides – assim como, em outrora, Clóvis Beviláqua – é uma representação direta dos estudiosos do convívio social e das condições essenciais para esse bom convívio através da lei”, assinalou. Araújo comentou ainda que esta data deverá ser, dentro em breve, um dia de reconhecimento e de divisor de águas. “Um dia em que o direito brasileiro perdeu um de seus maiores ícones do estudo das relações humanas através das leis”, afirmou.

O deputado Renato Roseno (Psol) também ressaltou o legado de Bonavides e citou a necessidade da defesa dos direitos previstos na Constituição. “Nosso maior jurista constitucionalista, com compromisso com os direitos fundamentais constitucionais. Em defesa do seu legado, temos que defender a Constituição”.

A deputada Patrícia Aguiar (PSD) classificou o jurista como “o maior constitucionalista pátrio” e afirmou ter recebido com pesar a notícia de sua morte. “Quando são especiais, as pessoas são insubstituíveis, e o eterno professor Paulo Bonavides fará falta por muitas gerações”, ressaltou a parlamentar.

Rodrigo Martiniano, procurador-geral da AL, acentuou que Paulo Bonavides vive em cada um daqueles que tiveram a oportunidade de ser seus alunos e em todos os que apreciam não só a ciência jurídica, mas também as ciências humanas como um todo. “Ele vive em cada um de nós que tivemos a oportunidade de ler os seus inúmeros artigos, os seus inúmeros livros, de aprender sobre a teoria constitucional, a teoria dos direitos fundamentais, de conhecer do estado social ao estado liberal, de conhecer um pouco mais de ciência política”, reiterou.

BD/LF

 

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 301 vezes Última modificação em Terça, 03 Novembro 2020 06:36

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

Como combater os casos de violência e discriminação contra a população negra?


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500