Imprimir esta página
Quinta, 08 Outubro 2020 14:06

Delegado Cavalcante reforça críticas por privatização do Mercado dos Peixes

Avalie este item
(0 votos)
Deputado Delegado Cavalcante Deputado Delegado Cavalcante Foto: Paulo Rocha
O deputado Delegado Cavalcante (PSL) voltou a comentar, durante o tempo de liderança e de explicações pessoais da sessão plenária da Assembleia Legislativa, realizada por sistema remoto e presencial, nesta quinta-feira (08/10), a decisão da Prefeitura de Fortaleza de conceder o Mercado dos Peixes à iniciativa privada.

Segundo o parlamentar, a empresa vencedora da licitação vai pagar à Prefeitura de Fortaleza R$ 3,8 milhões, em 200 parcelas, pelo equipamento. De acordo com Delegado Cavalcante, o valor seria inferior ao que foi investido para a sua reforma. “Isso é uma piada, uma gozação com o trabalhador e a população de Fortaleza. Uma prefeitura que gasta R$ 6 milhões em uma obra e cede o equipamento, na calada da noite, sem ninguém saber”, apontou.

Em aparte, o deputado Soldado Noelio (Pros) parabenizou o colega pelo pronunciamento. “Isso é um absurdo, algo escancarado para qualquer um ver. Se uma gestão gasta milhões em um equipamento e o entrega para a iniciativa privada por um preço bem inferior ao da reforma, tem que ser denunciado mesmo”, pontuou.

Delegado Cavalcante comunicou que entrará hoje com ação na Justiça Federal e solicitará a realização de uma audiência pública no Ministério Público Federal (MPF) para tratar da situação dos comerciantes que atuam na Beira-Mar. “É mais um voto contra o trabalhador, que vive do seu sustento, com honestidade. Infelizmente, o drible da má gestão pública traz problemas para o cidadão de bem, não só aqui em Fortaleza, mas no estado do Ceará”, salientou.

CRISE NA SAÚDE

O parlamentar criticou ainda a crise no sistema de saúde no Ceará e na capital, ressaltando a superlotação dos hospitais e a suspensão de cirurgias eletivas por falta de material.

De acordo com o deputado, que esteve no Instituto Dr. José Frota (IJF) no último domingo (04/10), havia cerca de 50 pacientes nos corredores do órgão. “A maioria deles sem a mínima condição de estar naquele local, inclusive burlando até o decreto do próprio Governo do Estado. Dentro do hospital, uma maca colada na outra”, disse. Ele destacou que a situação não se restringe ao IJF e também acontece no Hospital Geral de Fortaleza (HGF).

“A gente lamenta. Estamos aqui, como bons representantes do estado do Ceará, e eu sei que a população nos dá razão, porque ela sofre todo dia com mau atendimento nas UPAS, nos hospitais, nos Frotinhas. Em todo o estado do Ceará, nós temos problemas de falta de atendimento. As cirurgias eletivas, em quase todos eles, estão suspensas por falta de material, e a população sofre. Infelizmente, é um absurdo o que está acontecendo”, enfatizou.

Delegado Cavalcante também se solidarizou com o vereador Sargento Reginauro (Pros), que vai se licenciar da Câmara Municipal de Fortaleza por 120 dias para tratar um linfoma. “Colocamos a saúde do Sargento Reginauro nas nossas orações, pedindo a Deus a recuperação dele, que ele volte o mais rápido possível. O pior disso tudo não é só a doença, mas também no meio de uma campanha política em que ele é candidato”, afirmou.
RG/BD/AT/LF

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 340 vezes Última modificação em Quinta, 08 Outubro 2020 17:20

Mais recentes de Fotografia

Itens relacionados (por tag)