Fortaleza, Quinta-feira, 29 Outubro 2020

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Bombeiros da AL orientam como prevenir acidentes com animais peçonhentos - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Quinta, 24 Setembro 2020 16:51

Bombeiros da AL orientam como prevenir acidentes com animais peçonhentos

Avalie este item
(1 Voto)
Entre os meses de julho e setembro são comuns os acidentes com animais peçonhentos, principalmente com as serpentes. Anualmente, a Divisão de Vigilância de Zoonoses e Intoxicações (DVZI) da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) registra em torno de 17 mil acidentes com animais venenosos e peçonhentos. Apenas em 2019, 17.074 casos foram registrados em todo o Estado.  

Para alertar em relação a esses tipos de acidentes, a 7ª Companhia do 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros, sediada na Assembleia Legislativa do Ceará, apresenta algumas orientações.

O tenente-coronel Emerson Bastos, subcomandante da companhia, afirma que os acidentes com animais peçonhentos são mais comuns nos meses de verão, devido ao calor, umidade e período de reprodução desses animais, e diz que costumam ocorrer especialmente  em casas com  quintais.

"A melhor forma de evitar acidentes é adotar medidas de prevenção. É fundamental limpar regularmente móveis, cortinas, quadros, cantos de paredes, manter limpos os locais  próximos das residências (jardins, quintais e  terrenos baldios), controlar a presença de roedores na área e combater insetos, principalmente as baratas, que são alimentos  de escorpiões e aranhas'', orienta.

Evitar entulho próximo às residências é outra medida de prevenção, porque o entulho pode se tornar abrigo e proteção para alguns desses animais. Nas residências, o tenente-coronel Emerson Bastos defende que se tenha o cuidado de vedar ralos, frestas, buracos e soleiras de portas e janelas, bem como aconselha a que as pessoas verifiquem roupas e sapatos antes de usá-los.

 

FORA DE CASA

A prática de atividades ao ar livre, como acampar, pescar ou nadar no mar, rios ou lagos, também pode levar a acidentes com animais peçonhentos. A recomendação para quem for fazer trilha é a de que sejam usadas botas de cano longo e que as mãos não sejam colocadas em buracos. Além desses cuidados, é recomendado que se evite mexer em troncos ou pedras diretamente com as mãos, sem proteção de luvas.

Segundo o tenente-coronel Emerson Bastos, quem avistar um animal peçonhento deve afastar-se com cuidado, evitar assustá-lo ou tocá-lo, mesmo que pareça morto. "Jamais subestime a picada. Caso ocorra, leve a vítima ou dirija-se ao hospital mais  próximo rapidamente, principalmente  se for uma picada de cobra'', orienta.

"Retire anéis pulseiras e similares para evitar inchaço dos membros e, se possível, coloque uma compressa de água fria, para ajudar no alívio da dor. Jamais faça torniquete, corte ou perfuração ao redor do ferimento ou sucção na área e não aplique nenhum produto sobre a picada, para não agravar o estado de saúde da vitima'', sugere o  tenente-coronel.

WR/com Comunicação Interna/CG

 

 


 

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 179 vezes Última modificação em Quinta, 24 Setembro 2020 17:24

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

Está em vigor no Ceará a Lei 17.234/2020, que torna obrigatório o uso de máscara para evitar a disseminação da Covid-19. Que tipo de máscara você usa para se proteger?


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500