Imprimir esta página
Sexta, 11 Janeiro 2019 05:41

AL e Procuradoria debatem políticas públicas de gênero

Avalie este item
(0 votos)
A Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa e a Casa da Mulher Brasileira do Ceará (CMB) debateram, ontem (10), no auditório da CMB sobre o desenvolvimento das políticas públicas de gênero. O evento contou com apresentação da deputada Carine Carvalho do Partido Socialista Suíço de Cantão de Vaud, na Suíça, que destacou a importância da luta das mulheres em todo o mundo.   A procuradora da Mulher na Assembleia Legislativa, deputada Augusta Brito (PCdoB), destacou que a violência contra mulher é universal e por isso, o feminismo é importante. “A luta feminista é para mostrar que as mulheres devem ser empoderadas. Não podemos aceitar menos por sermos mulheres em nenhum lugar. A humanidade precisa aprender a respeitar todos como unidade”, apontou.   Para o deputado Renato Roseno (Psol) a luta pela igualdade de gêneros deve continuar até porque a violência ainda é muito alarmante. “Não apenas no Brasil. O machismo e o preconceito é parte do mundo e isso precisa ser mudado”, disse. O parlamentar lembrou o assassinato da vereadora militante pelos direitos humanos do Psol, Marielle Franco. “Marielle era uma mulher forte que lutava pelas minorias e que foi assassinada em nome da sua luta”, lamentou.   A coordenadora da Casa da Mulher Brasileira, Daciane Barreto, pontuou a necessidade de promover debates que possam conscientizar a população sobre a igualdade de gênero e a importância de denunciar abusos contra as mulheres. “Hoje uma simples ligação pode acabar com o sofrimento de uma mulher que é abusada. Buscamos conscientizar, mas também precisamos defender as vítimas de quem não tem consciência”, afirmou.   Já a deputada do Partido Socialista Suíço de Cantão de Vaud, na Suíça, Carine Carvalho, enfatizou a importância de trabalhar as políticas públicas voltadas para mulheres em todos os locais do Brasil e fora do País. “Como militante feminista e imigrante posso fazer uma ligação das duas realidades e afirmar que o espaço feminino precisa ser conquistado em todos os lugares, já que muitas reivindicações são as mesmas”, disse.   A parlamentar apontou que a violência contra a mulher acontece também na Europa assim como as desigualdades sociais e preconceitos com cargos de chefia, formação, entre outros. “É preciso ficar atento que a luta das mulheres, sejam cis ou transexuais, precisa continuar. Não é porque conseguimos conquistar algum espaço que podemos parar de conscientizar as pessoas da importância da igualdade de todos os gêneros”, assinalou.   Homenagem Durante o evento, a militante do Movimento de Mulheres do Ceará, Argentina Menezes, foi homenageada em nome de todas as mulheres militantes. Estavam presentes no debate representantes da União Nacional LGBT, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Universidade Estadual do Ceará, Universidade Federal do Ceará,União da Juventude Socialista, Delegacia da Mulher do Ceará, além de movimentos sociais.
Lido 631 vezes

Mais recentes de Fotografia

Itens relacionados (por tag)