Fortaleza, Domingo, 26 Maio 2019

Pesquisar

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Quinta, 04 Abril 2019 04:03

Após embates sobre projeto para Maracanaú, Ministério da Justiça diz que cidades não foram definidas

Avalie este item
(0 votos)
Após embate público entre o secretário Nacional de Segurança Pública, General Guilherme Theophilo, e o titular da Secretaria de Segurança Pública do Estado, André Costa, sobre a exclusão de Maracanaú de um programa federal de combate à violência, o Ministério da Justiça informou ao Diário do Nordeste, em nota, que os municípios para implementação do projeto ainda não foram definidos.    No início do mês de março, a cidade de Maracanaú foi anunciada como uma das cinco escolhidas no País para receber o Plano Nacional de Enfrentamento aos Crimes Violentos, que deve executar ações em diversas áreas em um município de cada região. No dia 12 de março, o secretário-adjunto de Theophilo, Brigadeiro Riomar, veio ao Ceará para apresentar o projeto à cúpula da Segurança no Estado.    No entanto, General Theophilo informou, durante evento em Fortaleza, no último sábado (30), que Maracanaú não receberá mais o projeto por "falta de apoio" do governador Camilo Santana (PT), sem detalhar o que faltou. No lugar do município cearense, segundo o secretário, o projeto foi remanejado para Paulista, município de Pernambuco.   André Costa rebateu, acusando o general de mentir e criticando a ausência de critérios técnicos na elaboração do projeto. Ao ser procurado para detalhar o programa, o Ministério da Justiça informou apenas que a iniciativa está "em elaboração e planejamento" e que as cidades ainda não foram definidas.   Repercussões   A troca de farpas entre os secretários de segurança provocou embates na Assembleia Legislativa, na sessão de terça-feira (2), por parte de aliados e opositores ao governador Camilo Santana (PT). O líder do Governo na Casa, Júlio César Filho (PPS), atribuiu a culpa ao General Theophilo pela exclusão do Ceará do projeto e levantou suspeitas sobre a condução "política" do projeto.   A deputada Fernanda Pessoa (PSDB), adversária política de Júlio Cesar em Maracanaú, negou o uso de critérios políticos para a escolha do município. Próxima ao General Theophilo, ela apontou os altos índices de criminalidade em Maracanaú como um dos fatores para escolha da cidade.
Lido 197 vezes

Ideia Certa

Portal do Servidor

Enquete

Dados do Ministério da Saúde apontam que em 2016 houve 34.850 mortes no trânsito no Brasil. Desse total, 1/3 das vítimas eram motociclistas. Qual a melhor forma de enfrentar esse problema?

Após embates sobre projeto para Maracanaú, Ministério da Justiça diz que cidades não foram definidas - QR Code Friendly


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500