Imprimir esta página
Terça, 07 Maio 2019 05:19

Sul cearense respira eleições municipais e ameaça surpresas

Avalie este item
(0 votos)
Uma das regiões mais importantes do Ceará, o Cariri, promete um ambiente político agitado às vésperas das eleições de 2020. Afora a importância econômica e cultural, Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha guardam peculiaridades sobre alianças entre grupos políticos e candidaturas. Já há reuniões e alianças sendo formadas para a construção de chapas opostas dentro da base governista ou mesmo rivais da mesma família. Além desses ingredientes, uma novidade pode mexer com articulações no Sul cearense.   Com 170 mil eleitores, Juazeiro do Norte é o melhor exemplo de município plural em cenários políticos. A cidade, polo calçadista e referência religiosa no Brasil, é comandada pelo ex-deputado federal Arnon Bezerra (PTB). O gestor contou com o apoio informal do governador Camilo Santana, enquanto o segundo colocado, Gilmar Bender (PDT), buscou o apoio institucional do partido dele e do PT, já que o vice na chapa era o então deputado e ex-prefeito Manoel Santana. Até os principais líderes pedetistas, Ciro e Cid Gomes, emprestaram suas forças ao atual prefeito.   Por enquanto, Arnon Bezerra é considerado candidato natural à reeleição em Juazeiro do Norte, ainda que aliados questionem a postulação em virtude de ter recebido o cargo do irmão, Luiz Ivan Bezerra, que assumiu a Prefeitura com o afastamento do então gestor, Raimundo Macedo. Um jurista consultado pela reportagem negou o possível impedimento eleitoral.   O vice-prefeito, Giovanni Sampaio, se diz próximo do governador Camilo Santana e afirma que é de Arnon o direito à candidatura, mas não descarta o próprio nome. "Mas minha intenção inicial é conversar com o governador e achar o que é melhor para Juazeiro", disse.   Oposição   Gilmar Bender pretende concorrer novamente ao cargo e conta com o apoio do presidente estadual do partido, deputado federal André Figueiredo. "Gilmar será o candidato do PDT caso queira enfrentar o desafio", confirma.   A terceira via tende a ser a oposição pura comandada pelo PROS. O radialista Francisco Fabiano, que concorreu em 2016 pelo PSB e ficou em quarto lugar, encaminha filiação ao PROS nesta semana. Do mesmo "lado" político está o também ex-candidato Normando Sóracles (PSDB), terceiro mais votado, que cogita nova postulação entre aliados.   Brasil x Brasil   No vizinho Crato, dono de quase 84 mil eleitores, dois primos devem disputar as atenções. O atual prefeito, Zé Ailton Brasil (PP), superou em 2016 o então prefeito Samuel Araripe (PSDB). Desta vez, deve enfrentar nas urnas o primo Aloisio Brasil, recém-filiado ao PROS.   Outra opção pode sair do PT, com a candidatura do vereador Pedro Lobo. Ele conquistou 5.243 votos no Crato em 2018, quando concorreu a uma vaga na Assembleia Legislativa do Ceará. Nos bastidores do município, não se descarta uma possível chapa entre Zé Ailton para reeleição e Lobo na vice.   Berço político   Há mais mistérios nas disputas eleitorais do Cariri, agora na cidade de Barbalha, considerada o berço político do governador Camilo Santana.   O atual gestor, Argemiro Sampaio (PSDB), levou 16.570 votos entre os 39.501 eleitores aptos a votar na ocasião. Hoje, são mais de 43 mil. O segundo colocado, Fernando Santana (PT), teve 178 votos a menos. As urnas devem seguir polarizadas no município, mas sem Santana. Outro nome deve ser escolhido pelo Partido dos Trabalhadores para a cidade, com o apoio do governador Camilo Santana.
Lido 194 vezes

Mais recentes de Fotografia

Itens relacionados (por tag)