Fortaleza, Sexta-feira, 06 Dezembro 2019

Pesquisar

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Segunda, 20 Mai 2019 05:05

Campo conservador e deputados alinham discurso por Bolsonaro

Avalie este item
(0 votos)
HEITOR FREIRE diz que dificuldades resultam do novo modo de fazer política HEITOR FREIRE diz que dificuldades resultam do novo modo de fazer política (Foto: Fabio Lima/Fabio Lima)
Liderado pelo deputado federal Heitor Freire e os estaduais Delegado Cavalcante e André Fernandes, todos do PSL, o campo conservador local, representado pelo Movimento Direita Ceará, promoveu ontem reunião de tática no Hotel Praia Centro, na Avenida Monsenhor Tabosa.   Antes de iniciarem as explanações, auditório repleto de militantes - cerca de 400 - e de bandeiras do Brasil, o hino nacional foi cantado. Depois, um Pai Nosso foi rezado.   Na pauta, o alinhamento de uma estratégia com militantes para a sustentação do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Em reação a protestos de oposição espalhados por todos os estados do País no último dia 15, apoiadores do capitão reformado irão às ruas no próximo domingo, 26.   A intenção das passeatas é de prestar apoio às pautas do Governo, como a reforma da Previdência, a principal delas, e o pacote anticrime, do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.   Segundo Heitor Freire orientou, manifestantes de outras cidades não precisam vir a Fortaleza, mas ocupar as ruas dos municípios em que moram. Para o pesselista, mesmo não tendo sido antecipadamente planejadas, as manifestações levarão quantidade expressiva de pessoas às ruas. "Mas o que importa é a qualidade", ressalta.   Qualidade, ele diz, foi o que não conseguiu ver nos protestos do último dia 15, contra contingenciamento de verbas destinadas à educação.   "Na manifestação do PT que eu vi em Brasília, era gente fumando baseado, com gestos obscenos, então aquilo ali, pra mim, não foi protesto em defesa da educação, que de educação não tinha nada. Digo isso porque vi com meus olhos", critica.   Ainda complementou: "o que eu vi foi muita safadeza, muita gente ruim e não tenho vergonha de dizer isso, não, e que se manifestem contra mim que eu estou pouco me lixando".   Sobre as dificuldades que o presidente tem enfrentando em relação ao Congresso, Freire diz são resultados do novo modo de fazer política que Bolsonaro quer implementar.   "Colocamos com muita dificuldade nosso presidente lá (em Brasília) e vamos lutar até o fim, mesmo que com nossas vidas. Se falarem de impeachment nós não aceitaremos".   CARLOS HOLANDA
Lido 322 vezes

Plano de Cargos

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

Como você pretende usar o 13º salário?

Campo conservador e deputados alinham discurso por Bolsonaro - QR Code Friendly


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500