Fortaleza, Sábado, 16 Novembro 2019

Pesquisar

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Sexta, 20 Setembro 2019 04:07

Religião e diversidade sexual dividem deputados em sessão tensa na Assembleia Legislativa

Avalie este item
(0 votos)
O projeto de título de cidadã cearense à ministra foi proposto pela deputada Dra. Silvana; e do Parada Pela Diversidade Sexual pelo deputado Elmano O projeto de título de cidadã cearense à ministra foi proposto pela deputada Dra. Silvana; e do Parada Pela Diversidade Sexual pelo deputado Elmano Foto; José Leomar
A Assembleia Legislativa do Ceará aprovou, na manhã desta quinta-feira (19), três projeto de lei do Executivo e 25 de parlamentares. Entre os projetos, dois "esquentaram" os debates: o que concede o título de cidadania cearense à ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, e o que inclui no calendário oficial a Parada pela Diversidade Sexual no calendário de eventos oficiais do Estado. As propostas colocaram em lados opostos, parlamentares da bancada governista que se dividiram pela ideologia.    O título de cidadã cearense à ministra, de autoria da deputada estadual Dra. Silvana (PP), foi aprovado por 22 votos favoráveis e 5 contrários, e recebeu uma abstenção. Cerca de 20 pastores e o deputado federal Dr. Jaziel Pereira (PL), marido de Dra. Silvana, acompanharam a sessão. O projeto foi criticado pela ala de esquerda da base do governo Camilo.    Após a aprovação da matéria no plenário, considerada "suada" por alguns parlamentares, Dra. Silvana correu para os braços do marido e dos pastores para comemorar.   Outo projeto que causou amplo debate entre os dois grupos, foi o projeto de lei que institui a Parada pela Diversidade Sexual no calendário de eventos do Estado, proposto pelo deputado Elmano de Freitas (PT). A proposta foi admitida com 18 votos a favor, 12 contrários e uma abstenção. No meio da votação, inclusive, Elmano chegou a bater boca com o seu colega de Casa Apóstolo Luiz Henrique (PP), que criticou o projeto.   "Imundície é o que o senhor defende nessa Assembleia, é o preconceito contra gay. Respeite a população LGBT. O Deus é seu, mas é meu. É um milhão de pessoas amando na Beira-Mar", rebateu o petista. Ao final do debate, com os ânimos menos inflamados, Apóstolo Luiz disse que defendia a Bíblia e tratava o colega com carinho. Elmano recusou o carinho do colega e encerrou o assunto.
Lido 192 vezes

Portal do Servidor

Eventos Novembro

Enquete

Senado Federal analisa mudanças na pena de condenadas grávidas ou mães com filhos até seis anos. Você concorda?

Religião e diversidade sexual dividem deputados em sessão tensa na Assembleia Legislativa - QR Code Friendly


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500