Fortaleza, Terça-feira, 23 Outubro 2018

Pesquisar

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Musicais
Segunda, 22 Outubro 2018 11:31

Brasilidade

O programa Brasilidade rende homenagens ao cantor e compositor paulista Chauki Madi, conhecido como Tito Madi, neste domingo (21/10). Filho de imigrantes árabes, ele cresceu em um ambiente musical, ouvindo o alaúde de seu pai e o violão e o bandolim dos irmãos mais velhos. Aos 10 anos de idade já tocava violão e se apresentava em festas do grupo escolar de sua cidade natal. Em 1946, Tito começou a trabalhar com os irmãos no serviço de alto-falantes “A Voz de Pirajuí” e, no ano seguinte, na rádio local, exercendo as funções de programador, locutor, redator e cantor. Em 1949, compôs a primeira música, intitulada “Eu Espero Você”. Tito Madi iniciou a carreira artística em 1952, como cantor contratado da rádio Tupi de São Paulo. No ano seguinte, teve a primeira obra gravada, a valsa “Eu e você”, pelo conjunto vocal Os Quatro Amigos, na Odeon. Já em 1954, gravou com o Trio Tupi o primeiro disco, na Continental, com o samba-canção “Pirajuí” e o samba “Não Diga Não”, um  futuro clássico, ambas em parceria com George Henry. Com esse disco, foi eleito cantor revelação do ano. No ano seguinte, passou a morar no Riode Janeiro, contratado pela rádio e TV Tupi, onde trabalhou até 1956, quando começou a cantar na noite carioca. Ainda em 1955, fez com George Henry, a valsa “Encontro no Sábado”, gravada por Orlando Ribeiro,na Odeon. Também compôs o samba-canção “Como é Triste Um Adeus”, gravado por Léo Romano na RCA Victor. Na época, eleseapresentava em casas noturnas como Jirau, Cangaceiro, Little Club e Texas, acompanhado pelo piano de Ribamar. Gravou os sambas “Canto do Engraxate” e “Faz Tanto Tempo”,  este último, em dueto com Juanita Cavalcante, ambos de sua autoria. Em1956, o músico gravou com acompanhamento de Radamés Gnattali e  orquestra, a toada “A Saudade Apertou” e a “Valsa Senhorita”, de autoriadele. Teve ainda gravado por Vera Lúcia, o samba “Cansei de Ilusão”, outro futuro clássico, e por Nely Martins o samba-canção “Ditei Minha Questão” com Ivan Paulo, as duas na Continental. Com produção de Fátima Abreu e Ronaldo César e apresentação de Narcélio Limaverde, o Brasilidade vai ao ar aos domingos, às 18h, com reprise nas terças-feiras, às 23h.

Vídeo relacionado

Segunda, 22 Outubro 2018 11:14

Abluesando

O programa Abluesando relembra, nesta sexta-feira (19/10), a trajetória bluesman Lightnin' Hopkins. Nascido em Centerville, Texas, nos Estados Unidos, em março de 1912. Quando criança, Lightnin' ouvia muito Blues e desenvolveu um apreço por esse estilo musical. Ao lado do  primo mais velho, o cantor de Blues Alger "Texas" Alexander, acompanhando-o, no final dos anos 1930,em Houston, em uma tentativa de ter oportunidade no cenário musical. No início dos anos 1940, o guitarrista estava de volta a Centerville, quando passou a trabalhar como operário agrícola. Hopkins tentou conquistar seu espaço como artista, pela segunda vez, em Houston, nos Estados Unidos, em 1946. Lightnin' Hopkins morreu de câncer de esôfago, em Houston, em 30 de janeiro de 1982, aos 69 anos. Seu obituário no jornal norte-americano New York Times o descreveu como "um dos grandes cantores de Country Blues e talvez a maior influência individual em guitarristas de rock". Produzido e apresentado pelo jornalista Robério Lessa, o Abluesando vai ao ar todas as sextas-feiras, a partir das 20h.

Vídeo relacionado

Quinta, 18 Outubro 2018 13:21

Sons dos Festivais

O programa Sons dos Festivais, desta quarta-feira (17/10) apresenta a participação de Raimundo Cassundé em festivais da canção. Natural de Várzea Alegre, no Cariri, interior do Ceará, seu nome de batismo é Raimundo Gonçalves Cassundé. Ele é compositor, intérprete e professor formado em Música pela Universidade Estadual do Ceará (Uece).O compositor venceu o I Festival da Música Popular Caririense, realizado no Crato, com a canção “Canto Livre”. Cassundé participou ainda dos festivais da TV Cultura, Povo, Universitário, Meruoca, entre outros e integrou a comissão julgadora do Festival Musical do Mandacaru, em Sobral, nos anos de 1970. O programa Sons dos Festivais tem ainda músicas e interpretações de Leci Brandão, Mário Soul, Francisco José de Oliveira, Benedito Lacerda, Haroldo Lobo, Nélson Gonçalves, Rogério Soares, Eugênio Stone, Luís Carlos Pinóquio, Vinícius de Moraes, Clara Nunes, Robertho Ázis, Ataulfo Alves, Darwinson de Melo, entre outros.Com produção de Nazicélia Costa e apresentação de Haroldo Holanda, o programa Sons dos Festivais vai ao ar às quartas-feiras, às 20h, com reprise aos sábados, às 16h.

Vídeo relacionado

Terça, 16 Outubro 2018 14:32

Sinatra e Amigos

A música romântica francesa está em evidência no Sinatra e Amigos desta segunda-feira (15/10). O programa da FM Assembleia (96,7MHz) traz uma seleção de canções francesas interpretadas por Frank Sinatra ao longo da carreira. Entre elas: "C'est La Vie" e "F Comme Femme".O produtor e apresentador do programa, Renato Abreu, destaca ainda a coletânea "Romance: Songs From The Heart", uma compilação dos maiores sucessos de Frank Sinatra lançados pela Capitol Records no Brasil, em 2007.Renato Abreu comenta também o anúncio de aposentadoria do cantor e compositor canadense Michael Bublé e apresenta uma seleção de canções do músico.Sinatra e Amigos é transmitido todas as segundas-feiras, a partir das 20h, com reprise aos sábados, às18h.

Vídeo relacionado

Segunda, 15 Outubro 2018 14:43

Brasilidade

O programa Brasilidade da rádio FM Assembleia (96,7MHz) homenageia, neste domingo (14/10), a cantora carioca Ângela Maria, “a eterna Rainha do Rádio das décadas dos 1950 e 1960”. Conforme os produtores da atração, Fátima Abreu e Ronaldo César, Ângela Maria chegou a ser eleita por unanimidade, em pesquisa do Ibope, a cantora mais popular do Brasil.Conhecida por suas interpretações, principalmente sambas-canções, a cantora também gravou boleros, tangos e versões de baladas e músicas espanholadas e italianas. Ao longo da carreira, foram mais de 100 discos, entre 78 RPM, LPs e CDs.Em 2017, gravou pelo selo Biscoito Fino o álbum Angela Maria e as canções de Roberto & Erasmo, no qual interpretou as composições Você em minha vida, Sua estupidez e Sentado à beira do caminho.Neste 2018, às vésperas de completar 90 anos, apresentou na Sala Municipal Baden Powell, no bairro de Copacabana, o espetáculo Angela Maria e as canções de Roberto e Erasmo. Recebeu duas indicações ao Prêmio da Música Popular por esse trabalho: a de melhor álbum na categoria canção popular pelo CD Canções de Roberto e Erasmo, e o de melhor cantora pelo mesmo disco.Ângela Maria morreu no último dia 29 de setembro, aos 89 anos. Com apresentação de Narcélio Limaverde, o Brasilidade vai ao ar aos domingos, às 18h, com reprise às terças-feiras, às 23h

Vídeo relacionado

Segunda, 15 Outubro 2018 14:42

Qual é o Tom do Ceará?

O programa Qual é o Tom do Ceará da rádio FM Assembleia (96,7MHz) recebe neste sábado (13/10), às 12h20, o cantor e compositor Régis Sousa.  Ele apresenta o novo CD, intitulado "Gente". O trabalho foi gravado ao vivo no Parque Rio Branco, no bairro Joaquim Távora, em Fortaleza. No repertório, Régis canta músicas do irmão Ednardo e de Evaldo Gouveia. O programa recorda ainda os 30 anos de carreira do artista.Durante a trajetória musical, Régis Sousa gravou cinco CDs. Ele é de uma família de artistas e sempre cantou ao lado do irmão gêmeo Rogério Soares. Além disso, a dupla participou do projeto "Massafeira Livre".Qual é o Tom do Ceará vai ao ar aos sábados, a partir das 12h20, após a propaganda eleitoral, com apresentação e produção da jornalista Ian Gomes. A reprise é apresentada nas quartas-feiras, às 23h.

Vídeo relacionado

Segunda, 15 Outubro 2018 14:41

Abluesando

O programa Abluesando, da rádio FM Assembleia (96,7 MHz), desta sexta-feira (12/10), destaca a trajetória da cantora americana Koko Taylor, conhecida como a "Rainha do Blues".Nascida Cora Walton, no estado de Tennessee, Estados Unidos, a artista ganhou o apelido de Koko por causa da paixão por chocolate. Ela iniciou a carreira musical, na década de 1950, cantando em clubes de blues na cidade americana de Chicago. O contato com o compositor Willie Dixon levou Koko a fazer grandes performances e a fechar o primeiro contrato de gravação.A primeira grande gravadora dela foi a Chess Records, com quem assinou contrato, em 1965, e por onde lançou a canção "Wang Dang Doodle", composta por Willie Dixon e Howlin Wolf. Com o hit, a cantora chegou a  vender um milhão de cópias.Koko Taylor participou de festivais, como o American Folk Blues Festival, e cantou ao lado de grandes nomes do gênero musical, como o gaitista Little Walter e o guitarrista Hound Dog Taylor. Ao longo da carreira, ela conquistou 29 Blues Music Awards e um Grammy Award em 1984. A cantora morreu, em 2009, após complicações em uma cirurgia.Produzido e apresentado pelo jornalista Robério Lessa, o Abluesando vai ao ar todas as sextas-feiras, a partir das 20h

Vídeo relacionado

Quinta, 11 Outubro 2018 17:04

Sons dos Festivais

A trajetória do grupo musical e instrumental MPB4, que celebra este ano 53 anos de carreira, é atração do programa Sons dos Festivais, da rádio FM Assembleia (96,7 MHz), desta quarta-feira (10/10).Considerado o grupo vocal padrão no universo da música popular brasileira contemporânea, a Banda foi criada em Niterói (RJ), e contou com Miltinho, Magro, Aquiles e Ruy Faria na sua primeira formação.Os principais gêneros musicais do grupo MPB4 são o samba e a MPB, com um repertório marcado por composições de personalidades da MPB, como Noel Rosa, Milton Nascimento, Chico Buarque, João Bosco, Paulo César Pinheiro, Aldir Blanc, Vinícius de Moraes e Tom Jobim.A formação do grupo ocorreu quando Aquiles, Magro, Ruy e Miltinho integravam o Centro Popular de Cultura, afiliado à União Nacional dos Estudantes (UNE).Os músicos têm uma aptidão musical diferenciada, embora tenham sido influenciados pelo grupo vocal “Os Cariocas”. Em 1965, resolvem ser músicos profissionais e viajam para São Paulo, onde entram em contato com artistas como Chico Buarque, Nara Leão, Sidney Miller, Quarteto em Cy, entre outros.A parceria com o músico Chico Buarque durou aproximadamente dez anos. Um dos maiores destaques nessa década são as músicas "Quem Te Viu, Quem Te Vê" e "Roda Viva", ambas de 1967. Além disso, ganharam espaço também nos famosos festivais de música, produzidos pela Rede Record. O programa traz ainda composições e interpretações de Gonzaguinha, Banda Renegados, Priscila Ribeiro, Cauby Peixoto, Cristina Conrado, Dimi Zunquê, Evinha, Alcântara das Luzes, entre outros.Com produção de Nazicélia Costa e apresentação de Haroldo Holanda, Sons dos Festivais vai ao ar às quartas-feiras, às 20h, com reprise aos sábados, às 16h.

Vídeo relacionado

Terça, 09 Outubro 2018 14:26

Sinatra e Amigos

O programa Sinatra e Amigos, da rádio FM Assembleia (96,7MHz), desta segunda-feira (08/10), relembra grandes sucessos da música americana na voz de Frank Sinatra.Dentre as canções interpretadas por Sinatra, estão “I Will Drink  the Wine”, “Close to You”, “Sunrise in the Morning”, “Bein Green”, “My Sweet Lady”, “Leaving on a Jet Plane” e “Lady Day”.No quadro música de cinema, o destaque vai para a canção “Strange", tema do filme “Busca Frenética”, interpretada pela cantora Grace Jones.O programa Sinatra e Amigos vai ao ar às segundas-feiras, a partir das 20h, com produção e apresentação do jornalista Renato Abreu.

Vídeo relacionado

Segunda, 08 Outubro 2018 17:32

Qual é o Tom do Ceará?

O programa Qual é o Tom do Ceará, que vai ao ar na FM Assembleia (96,7MHz) neste sábado (06/10), às 12h, recebe o cantor e compositor Alisson Silva. Formado em  gestão hospitalar, desde cedo, aos oito anos de idade, ele enveredou pela música religiosa por influência da mãe, que o incentivava a cantar na igreja. Seu sonho hoje é gravar um CD.A maior influência musical de Alisson é o padre Zezinho. Embora a preferência musical seja por músicas católicas, ele afirma também gostar de forró.  Atualmente, Alisson canta em casamentos e na igreja Nossa Senhora das Dores, no bairro Otávio Bomfim.Com apresentação e produção da jornalista Ian Gomes, Qual é o Tom do Ceará vai ao ar aos sábados a partir das 12h. A reprise acontece às quartas-feiras, às 23h.

Vídeo relacionado

Página 1 de 100

Portal do Servidor

Eleições 2018

Enquete

O Brasil tem leis proibindo o trabalho infantil, entretanto muitas crianças continuam a ser exploradas. Como evitar a prática?

Musicais - QR Code Friendly


 

  29ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500