Fortaleza, Sábado, 16 Novembro 2019

Pesquisar

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Musicais
Segunda, 27 Agosto 2018 12:20

Brasilidade

O programa Brasilidade, deste domingo (26/08), destaca o trabalho do músico Lindolpho Gomes Gaya. Paulista da cidade de Itararé, Lindolpho Gaya, como ficou conhecido, foi arranjador, regente, instrumentista e compositor. Aos sete anos começou a aprender piano e aos 21 anos se tornou músico profissional. Foi para o Rio de Janeiro e, em 1942, passou a atuar como pianista em programas de calouros na Rádio Transmissora, passando para a Orquestra de Chiquinho, na Rádio Clube e depois para a Rádio Tupi, onde conheceu a cantora Stellinha Egg, com quem se casou em 1945. No começo da década de 1950, gravou as valsas "Morrer sem Ter Amado" e "Último Beijo", de Zequinha de Abreu. Em 1951, compôs o baião "Pregão",  que foi gravado por sua mulher Stellinha Egg, e o baião “Minas Gerais”, gravado por Zaccarias e sua Orquestra. No mesmo ano, foi regente da orquestra que tocou a trilha sonora do filme "Aí vem o Baião", dirigido por Watson Macedo. Em 1952, gravou mais duas valsas, "Célia", composição de Elias Fleury, e "Só pelo Amor Vale a Vida", de Zequinha de Abreu. Em 1955, recebeu o Prêmio de Melhor Disco do Ano pelos arranjos feitos para as músicas "O Vento" e "O Mar", ambas de Dorival Caymmi, com  interpretações de Stellinha Egg. No mesmo ano, viajou para uma temporada artística na Europa com a mulher. Na Polônia, Lindolpho Gaya regeu a Orquestra Filarmônica de Varsóvia e recebeu uma medalha de ouro do governo polonês. Na União Soviética, regeu a Grande Orquestra do Teatro Strada de Moscou e participou do filme "Folclore de cinco Países", em que aparece tocando chorinhos de sua autoria. O casal seguiu para a França, onde o maestro ficou responsável pela direção da parte musical do filme "Bela Aventura", sobre temas e motivos brasileiros, dirigido por sua mulher, Stellinha Egg. Ainda em Paris, onde fixou residência, Lindolpho fez arranjos para gravações de músicas brasileiras e sul-americanas, e organizou gravações do compositor francês Ray Ventura. Antes de retornar ao Brasil, ainda na capital francesa, fez arranjos para o disco "Chants folkloriques brésiliens", de temática brasileira, com interpretações de Stellinha. Brasilidade é produzido por Fátima Abreu e Ronaldo César, com apresentação de Narcélio Limaverde. Vai ao ar aos domingos, às 18h, com reprise nas terças-feiras, às 23h.

Vídeo relacionado

Segunda, 27 Agosto 2018 12:18

Qual é o Tom do Ceará?

Elogiado pela crítica especializada, o instrumentista Thiago Almeida é reconhecido pelo talento com o piano e por performances inspiradas na literatura. Para falar sobre essa trajetória, o músico participa, neste sábado (25/08), às 11h, do programa Qual é o Tom do Ceará? Destaca-se na trajetória de Thiago Almeida as apresentações do trabalho de sua autoria, “Piano Solo Adubo e Florestas”, baseadas na obra do poeta Manoel de Barros e feitas de improviso. Seu trabalho inovador já foi ouvido em festivais nacionais e internacionais, na França e na Bélgica, e garantiu ao músico o reconhecimento nacional por meio do Prêmio Mimo Instrumental, que é oferecido a novos talentos da música instrumental no País. O programa Qual é o Tom do Ceará é produzido e apresentado pela jornalista e radialista Ian Gomes e vai ao ar aos sábados, às 11h, com reprise às quartas-feiras, às 23h.

Vídeo relacionado

Segunda, 27 Agosto 2018 10:24

Abluesando

O músico americano Fats Domino é o destaque do Programa Abluesando desta sexta-feira (24/08). Nascido em Nova Orleans, no ano de 1928, conviveu com a música desde criança. Aprendeu a tocar piano em casa. Embora menos famoso do que contemporâneos como Chuck Berry e Elvis Presley, o cantor, compositor e pianista Domino foi um dos precursores do rock. Também teve papel fundamental no surgimento e desenvolvimento do R&B (rhythm and blues. Domino gravou sua primeira canção, “The fat man”, em 1949. O Programa Abluesando é produzido e apresentado pelo jornalista Robério Lessa e vai ao ar, às sextas-feiras, às 20h, na Rádio FM Assembleia.

Vídeo relacionado

Quinta, 23 Agosto 2018 17:58

Sons dos Festivais

O programa Sons dos Festivais, da rádio FM Assembleia (96,7MHz), apresenta, às 20h desta quarta-feira (22/08), a trajetória musical do cantor Lúcio Ricardo.Nascido no Cariri, ele iniciou sua carreira em 1979. Foi líder da banda de rock Perfume Azul.  Ele surgiu na época da gravação do histórico LP "Massafeira Livre", do qual também fez parte.Filho de cantores de rádio, Lúcio começoua participar de festivais a partir da segunda metade dos anos 70 e teve seu talento como intérprete e autor de letras e melodias reconhecido no Ceará e em outros estados.Em 13 de maio de 1978, ficou em segundo lugar no I Festival do Jovem Compositor Cearense (Festival da Crédimus), no Teatro São José, com a música "Em cada tela uma história", de sua autoria. Lúcio Ricardo ganhou também o sexto lugar no festival, com a música "Planeta Vulgar". Concorreu ainda em festivais realizados em Sobral, Fortaleza, Camocim, Meruoca, Barbalha, Garanhuns (Pernambuco) e Vitória da Conquista (Bahia).Lúcio Ricardo participou, no Rio de Janeiro, de vários shows e do movimento musical Falange Canibal, composto por Lenine, Lula Queiroga, Ivan Santos, Fernando Piancó e muitos outros. De volta a Fortaleza, participou de diversas gravações e shows, dentre os quais, trabalhos dedicados a Lauro Maia e Ray Charles.Depois de participar de CDs coletivos, Lúcio Ricardo lançou seu CD solo em 2002. O disco foi gravado ao vivo, durante a realização da Feira da Música, em Fortaleza. Seu disco intitulado “Notas da Memória” foi lançado em 2016, com canções de Joaquim Ernesto e Sílvio Barreira.O músico conquistou ainda o primeiro lugar no Festival de Camocim, em 2001, com a música “Escola nos Varais”, dos compositores Joaquim Ernesto e Paulo Pardal.Com produção de Nazicélia Costa e apresentação de Haroldo Holanda, o Sons dos Festivais vai ao ar às quartas-feiras, às 20h, com reprise aos sábados, a partir das 16h.

Vídeo relacionado

Terça, 21 Agosto 2018 15:47

Sinatra e Amigos

O programa Sinatra e Amigos, da FM Assembleia (96,7 MHz), presta uma homenagem à cantora e pianista Aretha Franklin na edição desta segunda-feira (20/08). O produtor e apresentador da atração, o jornalista Renato Abreu, irá apresentar um dueto entre Aretha e Frank Sinatra para a música "What Now My Love".A canção foi originalmente gravada em 1966, para o álbum "That’s Life" e ganhou uma nova roupagem com a regravação para o álbum "Duets" (1993), ocasião em que Sinatra dividiu os microfones com Aretha Franklin.Mais um dueto se destaca na atração, dessa vez, entre Elvis Presley e Barbra Streisand, para a canção "Love Me Tender". A cantora pop Madonna também aparece, no quadro Música de Cinema, com canções da trilha sonora do filme "Dick Tracy".O programa Sinatra e Amigos é transmitido todas as segundas-feiras a partir das 20h, com reprise aos sábados a partir das 18h.

Vídeo relacionado

Segunda, 20 Agosto 2018 18:00

Qual é o Tom do Ceará?

O cantor, compositor e produtor musical Caio  Castelo, que  estreou em 2013 com o disco “Silêncio em Movimento”, está no programa Qual é o Tom do Ceará, da rádio FM Assembleia (96,7MHz) deste sábado (18/08).O músico vem se apresentando em diversos lugares do Brasil e do exterior, com destaque para a turnê realizada em Cabo Verde, em abril de 2014. As turnês passam, também pelo Ceará, São Paulo, Rio Grande do Norte e Paraíba.Caio Castelo  participou ainda de festivais locais e nacionais e foi uma das atrações do show de aniversário de 289 anos de Fortaleza, ao lado de nomes como Waldonys, Marcos Lessa e Artur Menezes.Conforme a produtora e apresentadora do programa, jornalista Ian Gomes, a agenda cheia revela um novo e promissor artista para a música brasileira.O segundo álbum, “Dois Olhos”, lançado em 2016, foi produzido pelo premiado Alê Siqueira,vencedor do Grammy Latino em 2003 e 2004, e  que tem no currículo trabalhos com nomes como Arnaldo Antunes, Tom Zé, Tribalistas, Carlinhos Brown e Elza Soares.O disco foi gravado em uma imersão de Caio e  banda no estúdio-fazenda Gargolândia e viabilizado por meio de uma bem-sucedida campanha de crowdfunding (financiamento coletivo), promovida pelo próprio artista em parceria com a plataforma Partio.Qual é o Tom do Ceará vai ao ar aos sábados, a partir das 12h, com reprise às quartas-feiras, às 2

Vídeo relacionado

Sexta, 17 Agosto 2018 11:57

Gonzagando

O programa Gonzagando destaca, nesta quinta-feira (16/08), às 20h, o grupo Falamansa, que comemora 20 anos de carreira em 2018. Criada em 1998, a banda de São Paulo celebra as duas décadas de trajetória artística, com lançamento de DVD e shows que apresentam grandes sucessos, faixas inéditas e tributo a Luiz Gonzaga. Falamansa tem 11 álbuns, três DVDs, um Grammy Latino e mais de oito milhões de discos vendidos. O grupo surgiu no 3º Festival de Música do Mackenzie, quando Tato, que viria a ser o vocalista e principal compositor do grupo, inscreveu a música "Asas" no concurso. Após garantir o segundo lugar do festival, o grupo passou a realizar shows, gravar discos e conquistar o público e as rádios brasileiras no começo dos anos 2000. Atualmente a banda é formada por Tato (voz e violão), Alemão (zabumba), Dezinho (triângulo e percussão) e Valdir do Acordeon. Entre os grandes sucessos do grupo, estão "Rindo à Toa", "Xote da Alegria", "Xote dos Milagres" e "Lá da Alma". Gonzagando é produzido pela jornalista Fátima Abreu e apresentado por Gerardo Anésio. O programa vai ao ar às quintas-feiras, a partir das 20h, com reprise aos domingos, às 6h.

Vídeo relacionado

Segunda, 13 Agosto 2018 11:11

Brasilidade

O programa Brasilidade deste domingo (12/08),  destaca a carreira do compositor, cantor, violonista e produtor fonográfico Luiz Bandeira. Criado em Maceió, o pernambucano teve contato com os ritmos do coco e do pagode alagoano, assistindo à apresentação de cantadores cegos nas feiras. Em 1939, participou do programa Valores Desconhecidos, de Abílio de Castro, na rádio Clube de Pernambuco. Começou a trabalhar na mesma emissora nos anos 1940, com o apoio de Nelson Ferreira e Capiba, conquistando bastante sucesso  como violonista e radioator. Trabalhou como violonista na orquestra da rádio e fez parte do conjunto Garotos da Lua, inspirado no grupo Bando da Lua, que acompanhava Carmen Miranda nos Estados Unidos. Em 1942, passou a atuar como cantor na orquestra de Nelson Ferreira, se apresentando  em clubes sociais e durante o Carnaval. Em 1948, foi para a rádio do Comércio, onde atuou como radioator. Dois anos depois, mudou-se para o Rio de Janeiro. Na então Capital Federal, apresentou-se no Copacabana Palace como cantor do conjunto de Moacir Silva. Posteriormente, foi contratado para trabalhar no programa semanal Ritmos da Panair, na rádio Nacional. Em 1951, compôs, com Humberto Teixeira, “Baião Sacudido”. Em 1954, gravou “A um passo da eternidade”, do filme de mesmo nome, de R. Werlls e F. Karger, com versão de Lourival Faissal, e “Diana”, de L. Pollac e E. Rapee, com versão de Alberto Lopes. Em 1956, gravou um de seus maiores sucessos, “Na Cadência do Samba”, que acabaria nacionalmente consagrado como tema do jornal cinematográfico de futebol Canal 100, de Carlos Niemeyer. Brasilidade é produzido por Fátima Abreu e Ronaldo César, com apresentação de Narcélio Limaverde. Vai ao ar aos domingos, às 18h, com reprise nas terças-feiras, às 23h.

Vídeo relacionado

Segunda, 13 Agosto 2018 11:07

Qual é o Tom do Ceará?

O cantor, compositor e produtor musical David Ávila é o convidado do programa Qual é o Tom do Ceará? deste sábado (11/08). David Ávila participa de diferentes projetos ligados à pesquisa da música brasileira e jamaicana. Alguns renderam disco – “Kayangaço”, em 2006 – e abriram portas para o músico trabalhar e dividir palco com bandas como Groundation, Dezarie, Alpha Blondy, The Original Waylers (banda de Bob Marley), Black Eyed Peas, Manu Chao, Nação Zumbi e O Rappa. O músico lançou também dois DVDs, de forma independente: “Guerreiros e Poetas” e “Varanda Mundo”. Como intérprete, tem vasto repertório de acervo nacional, reunindo influências e criando releituras de nomes como Gilberto Gil, Caetano Veloso, Tim Maia e muitos outros. A música brasileira, soul, jazz e reggae resumem as principais referências para a escolha de suas apresentações. O programa estava previsto para ir ao ar no último dia 4, mas devido a alteração na progamação, a atração será veiculada neste sábado. Com apresentação e produção da jornalista Ian Gomes, Qual é o Tom do Ceará vai ao ar aos sábados, com reprise nas quartas-feiras, às 23h.

Vídeo relacionado

Segunda, 13 Agosto 2018 10:48

Abluesando

O programa Abluesando desta sexta-feira (10/08) apresenta a carreira do músico, cantor, compositor, multi-instrumentista e produtor americano Johnny Winter. Nascido em Beaumont, Texas, nos Estados Unidos, em 23 de fevereiro de 1944. Sua carreira na música começou com quinze anos de idade, quando sua banda “Johnny and the Jammers” lançou o trabalho "School Day Blues". Winter, ao lado de Roy Head e os Traits, se apresentava na área de Beaumont. Em 1967, gravou com os Traits os singles "Tramp" e "Parchman Farm". No ano seguinte, lançou seu primeiro álbum, The Progressive Blues Experiment, na Sonobeat Records, de Austin. A maior oportunidade de Winter aconteceu em dezembro de 1968, quando o guitarrista e compositor americano Mike Bloomfield o convidou para cantar e tocar uma música durante um concerto de Bloomfield e Al Kooper , no Fillmore East, em Nova York.  Por acaso, representantes da gravadora Columbia Records estavam no show. Winter tocou e cantou "It's My Own Fault", de BB King. Em poucos dias, assinou com o que seria o maior avanço da história da indústria fonográfica naquela época, atingindo o valor de 600 mil dólares.  Winter foi ativo até a sua morte, que ocorreu em Zurique, na Suíça, em 16 de julho de 2014. Ele foi encontrado morto, aos 70 anos, em um quarto de hotel dois dias após sua última apresentação, no Cahors Blues Festival, na França. Produzido e apresentado pelo jornalista Robério Lessa, o Abluesando vai ao ar todas as sextas-feiras, a partir das 20h.

Vídeo relacionado

Portal do Servidor

Eventos Novembro

Enquete

Senado Federal analisa mudanças na pena de condenadas grávidas ou mães com filhos até seis anos. Você concorda?

Musicais - QR Code Friendly


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500