Imprimir esta página
Quarta, 04 Março 2015 10:49

Carlos Matos esclarece participação do PSDB em CPI no Senado

Avalie este item
(0 votos)
Dep. Carlos Matos (PSDB) Dep. Carlos Matos (PSDB) Foto: Paulo Rocha
O deputado Carlos Matos (PSDB) comentou, durante o primeiro expediente da sessão plenária desta quarta-feira (04/03), a crítica do deputado Elmano Freitas (PT) a senadores do PSDB, feita terça-feira (03/03). Elmano disse que os parlamentares do partido não teriam assinado a CPI para investigar contas clandestinas de brasileiros no banco suíço HSBC.

Segundo Carlos Matos, o senador Randolfo Rodrigues (Psol/AP), que deu entrada no pedido de CPI, esclareceu, em pronunciamento no plenário do Senado nesta terça-feira (03/03), que houve um desencontro de informações, o que impossibilitou o PSDB de assinar o requerimento.

“O Tasso, bem como os demais membros do PSDB no Senado, apoiam e vão assinar a CPI. Portanto, acredito que temos que valorizar este Parlamento e não ficar fazendo julgamento precipitado de questões que geram dúvidas”, salientou.

O parlamentar também cobrou de Elmano Freitas a assinatura na instalação da CPI do Acquário, proposta pelo deputado Audic Mota (PMDB), que visa apurar supostas irregularidades na construção desse equipamento. “Em nome da transparência, peço que vossa excelência assine a CPI do Acquário, pois o PT tem a tradição de fiscalizar tudo e cobrar do PSDB o mesmo. Então, porque não manter a coerência?”, questionou Carlos Matos.

Em aparte, o deputado Elmano Freitas (PT) destacou que o requerimento para a criação da CPI do HSBC no Senado foi lido em plenário na sexta-feira (27/02). “O PSDB não tem assessoria no Senado para acompanhar o andamento do requerimento? A CPI conseguiu o mínimo de assinaturas suficientes, mas espero que o partido assine também, porque a CPI vai ser instalada queiram ou não”, pontuou o petista.
RG/AT  

Carlos Matos esclarece participação do PSDB em CPI no Senado

O deputado Carlos Matos (PSDB) comentou, durante o primeiro expediente da sessão plenária desta quarta-feira (04/03), a crítica do deputado Elmano Freitas (PT), feita na terça-feira (03/03) a senadores do PSDB. Elmano disse que os parlamentares do partido não teriam assinado a CPI para investigar contas clandestinas de brasileiros no banco suíço HSBC.

Segundo Carlos Matos, o senador Randolfo Rodrigues (Psol/AP), que deu entrada ao pedido de CPI, esclareceu no plenário do Senado na terça-feira (03/03) que houve apenas um desencontro de informações, impossibilitando o PSDB de assinar o requerimento.

“O Tasso, bem como os demais membros do PSDB no Senado, apoiam e vão assinar a CPI. Portanto, acredito que temos que valorizar este Parlamento e não fazermos um julgamento precipitado de questões que geram dúvidas”, salientou.

O parlamentar também cobrou de Elmano Freitas a sua assinatura na instalação da CPI do aquário na Assembleia Legislativa, para apurar supostas irregularidades na construção do equipamento. “Em nome da transparência, peço que assine a CPI do aquário, pois o PT tem a tradição de fiscalizar tudo e cobrar do PSDB o mesmo. Então, porque não manter a coerência?”, questionou Carlos Matos.

Em aparte, o deputado Elmano Freitas (PT) destacou que o requerimento para a criação da CPI do HSBC no Senado foi lido em plenário na sexta-feira (27/02). “O PSDB não tem assessoria no Senado para acompanhar o andamento do requerimento? A CPI conseguiu o mínimo de assinaturas suficientes, mas espero que o partido assine também, porque a CPI vai ser instalada queiram ou não”, pontuou o petista.

RG/AT   

   

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 714 vezes Última modificação em Quarta, 04 Março 2015 11:48

Mais recentes de Fotografia

Itens relacionados (por tag)

Mídia

Dep. Carlos Matos (PSDB) Agência de Notícia da ALCE