Imprimir esta página
Terça, 21 Junho 2016 12:11

Fernanda Pessoa alerta para casos de doenças causadas pelo Aedes aegypti

Avalie este item
(0 votos)
Dep. Fernanda Pessoa (PR) Dep. Fernanda Pessoa (PR) Foto: Máximo Moura
A deputada Fernanda Pessoa (PR) chamou atenção, no primeiro expediente da sessão plenária desta terça-feira (21/06), para o crescimento de casos de doenças por contaminação via mosquito Aedes aegypti, como dengue, zika e chikungunya. De acordo com a parlamentar, os números aumentam a cada ano em todo o Ceará, e “a falta de uma saúde pública eficiente que atenda toda essa demanda tem tornado a população cada vez mais vulnerável”.

A deputada  deu destaque aos casos de chikungunya, que, segundo ela, “triplicaram em todo o Estado e crescem em ritmo acelerado”. De acordo com ela, a Secretaria de Saúde do Ceará já confirmou dois casos de morte e outros 11 estão em investigação.

Ela ressaltou a necessidade do fortalecimento das campanhas preventivas. O último boletim da Secretaria de Saúde do Ceará, conforme observou, mostra  que, de janeiro até a primeira quinzena de junho, foram notificados 15.605 casos suspeitos de febre chikungunya. Em menos de quinze dias, os casos confirmados pularam de 2.234 para 4.821. “Um aumento assustador de 115%. E outros 9.058 casos seguem sendo investigados”, disse, esclarecendo que Fortaleza é a cidade com mais casos confirmados, com 3.535 infectados, “são 73% das ocorrências de todo o Estado”, pontuou.

Fernanda Pessoa afirmou que, no Ceará, quase todos os municípios estão em “condições preocupantes”. Ela destacou a criação da Frente Parlamentar de Combate ao Mosquito Aedes Aegypti, presidida pelo deputado Carlos Matos (PSDB), com a finalidade de visitar as casas; detectar focos para eliminar o mosquito e fornecer um relatório para direcionar as políticas públicas no nosso Ceará.  

Ela salientou o papel da população no combate ao mosquito, e alertou que cada família faça uma fiscalização em suas moradias. “Olhem os quintais, evitem acúmulo de utensílios que possam armazenar água  e lixo doméstico. E não joguem lixo na rua”, aconselhou.

Em aparte, a deputada Rachel Marques (PT) reforçou a importância de sempre trazer esse tema à tribuna. “É uma guerra que só venceremos com a soma de esforços, e a população tem um papel fundamental nesse combate”, defendeu.

Ela comentou que Quixadá sofre uma epidemia de dengue, decorrente, segundo ela, do descaso da gestão municipal que “não fez o dever de casa corretamente”. A intensificação das medidas de combate ao mosquito, ainda de acordo com Rachel Marques, só aconteceram após visita de representantes do Estado ao município.

O deputado Leonardo Pinheiro (PP) também reforçou a importância da parlamentar trazer a discussão ao plenário, “pois, quanto mais se debate, mas se esclarece a população”.

PE/CG

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 1156 vezes

Mais recentes de Fotografia

Itens relacionados (por tag)