Fortaleza, Quinta-feira, 01 Outubro 2020

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Dra. Silvana critica decisão do STF de indenizar presos - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Sexta, 17 Fevereiro 2017 11:00

Dra. Silvana critica decisão do STF de indenizar presos

Avalie este item
(1 Voto)
Dep. Dra Silvana (PMDB) Dep. Dra Silvana (PMDB) Foto: Máximo Moura
A deputada Dra. Silvana (PMDB) lamentou, durante o primeiro expediente da sessão plenária desta sexta-feira (17/02), a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que assegurou indenização a preso submetido a condição degradante e a superlotação na prisão. “De acordo com o STF, o valor indenizatório será de R$ 2 mil, a ser pago em parcela única”, informou a parlamentar.

Dra. Silvana defendeu que as casas legislativas revejam a legislação, para que essas indenizações não ocorram. “Todos os presídios do País estão superlotados e submetendo os presos a condições degradantes. Se o caso for aplicado a todos os presos, os estados irão falir”, avaliou a deputada.

Para ela, há muitos outros setores carentes de recursos - como a saúde - que vão ser prejudicados ainda mais se todos os presos que estão em presídios superlotados receberem indenizações.

Na avaliação da parlamentar, seria necessário construir novos presídios para que os presos recebam um tratamento digno. “Faço visita a presídios e hospitais semanalmente. Vemos que há condições não humanas a pessoas que devem ser tratadas com dignidade. Mas entendo que o Supremo colocou o Estado em condição de iminente falência”, advertiu.

Além disso, Dra. Silvana comentou que a situação a que são submetidos os pacientes em hospitais também é indigna. “No Hospital Geral de Fortaleza (HGF), os pacientes também estão sob a custódia do Estado. Lá, mais de cem pacientes são colocados nos corredores, em condições inadequadas, por falta de recursos e de leitos”, afirmou.

Em aparte, o deputado Ely Aguiar (PSDC) defendeu a discussão do assunto. “Existe no Brasil uma inversão de valores. As autoridades precisam rever o conceito em relação aos direitos humanos. Só vai para a cadeia quem quer, quem cometeu atos ilícitos”, asseverou. Para ele, é necessária uma revisão da legislação. “Mais perverso do que a condição dos presídios é aquele que está preso”, opinou.

O deputado Leonardo Araújo (PMDB) também criticou a decisão do Supremo. “Não defendo maus-tratos, porém é desnecessário fazer reparação de danos a quem causou atos danosos à sociedade”, argumentou.

JS/GS

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 854 vezes Última modificação em Sexta, 17 Fevereiro 2017 13:46

Mídia

Dep. Dra Silvana (PMDB) Agência de Notícias da ALCE

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

Você concorda com a criação de novo tributo que compense gastos com programas sociais e a desoneração da folha de pagamento?


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500