Imprimir esta página
Quinta, 13 Agosto 2020 17:16

Delegado Cavalcante cobra retorno de criminosos para presídios federais

Avalie este item
(0 votos)
Durante o primeiro expediente da sessão plenária desta quinta-feira (13/08), realizada pelo Sistema de Deliberação Remoto (SDR) e de forma presencial, o deputado Delegado Cavalcante (PSL) criticou o retorno de presos perigosos para o estado do Ceará.

Segundo o parlamentar, 28 presos de alta periculosidade, que estavam em presídios federais, retornaram para o Estado. Ele considera o fato extremamente preocupante, pois pode colocar muitas pessoas em risco, e acredita que é possível que ações desses criminosos possam ser articuladas com mais facilidade nos presídios estaduais.

Delegado Cavalcante relatou que esteve em Brasília e conversou com uma representante do Departamento Penitenciário Nacional e foi informado que há vagas em presídios federais para receber esses presos.

O parlamentar explicou ainda que os detentos retornaram porque há um prazo de três anos para a permanência deles em presídios federais, e as autoridades do Ceará não teriam pedido uma renovação desse período.

O deputado solicitou que representantes do Judiciário cearense ou do Governo peçam a transferência desses presos de volta para os presídios federais o mais rápido possível, para evitar que articulem delitos de dentro dos presídios cearenses.

Ele reforçou que a população do Estado se sente amedrontada pela atuação de facções no Ceará e destacou que há casos de agressões, invasões a residências e até expulsão de pessoas das próprias casas por criminosos em bairros de Fortaleza. Ele também citou o caso recente do assassinato de um motorista de aplicativo, que estava desaparecido desde o início da semana e foi encontrado morto nesta quinta-feira.

Delegado Cavalcante cobrou uma ação rápida no Ceará para conter possíveis ações desses criminosos. “Eles passaram de todos os limites. Não temos mais como aceitar essa situação. Eles destroem famílias, destroem a sociedade. Já temos, este ano, quase 2.700 mortes”, pontuou.

O parlamentar ainda alertou que acredita que haverá problemas durante a campanha eleitoral deste ano, pois já haveria relatos de líderes de facções que estariam cobrando para permitir que candidatos entrem em alguns bairros da capital.

JM/CG

 

 

 

 

 

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 194 vezes Última modificação em Quinta, 13 Agosto 2020 18:39

Mais recentes de Fotografia

Itens relacionados (por tag)