Fortaleza, Segunda-feira, 06 Julho 2020

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Renato Roseno declara apoio à paralisação dos petroleiros em Fortaleza - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Quinta, 13 Fevereiro 2020 16:06

Renato Roseno declara apoio à paralisação dos petroleiros em Fortaleza

Avalie este item
(0 votos)
Renato Roseno declara apoio à paralisação dos petroleiros em Fortaleza foto : Júnior Pio
O deputado Renato Roseno (Psol) se solidarizou, durante o tempo de liderança da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta quinta-feira (13/02), com os petroleiros que se reuniram, na manhã de hoje, na refinaria Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste (Lubnor). Entre outras demandas, a categoria pede o fim da política de paridade com o mercado internacional e a venda de refinarias da Petrobras.

O parlamentar considera que os maiores beneficiados com os valores atuais obtidos nas vendas de combustíveis são os empresários. Para ele, a concentração de interesses privados alterou a política de preços. “O fatiamento em razão do interesse dos investidores estrangeiros hoje é de 49,98% para investidores privados e 50,2% do Governo Federal. Os preços praticados pelas distribuidoras são como produtos importados, por isso o gás, o óleo diesel e a gasolina estão caros”, atribui.

Roseno informou que o Governo Federal dispõe de uma lista com 27 subsidiárias a serem privatizadas, entre elas, oito refinarias. O parlamentar considera a greve dos petroleiros importante, pois é uma ação em defesa do emprego, de melhores salários e também pelo Brasil. 

O deputado disse que os petroleiros defendem que se a Petrobrás retirasse a política de paridade com o mercado internacional, o botijão de gás poderia ser vendido a R$ 40.

Em aparte, o deputado Salmito Filho (PDT) esclareceu que a política foi idealizada no Governo Fernando Henrique Cardoso (FHC) em 1997, porém a medida começou em janeiro de 2002, com o preço do barril de petróleo sendo dolarizado pela Petrobras, acompanhando o mercado internacional. “A Petrobras diz que o barril custa 40 dólares e passa a vender por 80 dólares. Esse ganho dobrado vai para os acionistas privados, que são os banqueiros”, informou. 

LV/LF


 

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 223 vezes

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

A pandemia da Covid-19 trouxe mudanças no cotidiano da sociedade (o home office é uma delas). Você acha que o trabalho remoto veio para ficar?


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500