Fortaleza, Quinta-feira, 01 Outubro 2020

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Comissão encaminhará reivindicações de servidores da saúde ao Governo - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Terça, 15 Dezembro 2015 21:23

Comissão encaminhará reivindicações de servidores da saúde ao Governo

Avalie este item
(0 votos)
Audiência foi realizada no Complexo de Comissões Técnicas da Casa Audiência foi realizada no Complexo de Comissões Técnicas da Casa Divulgação AL-CE
A situação dos servidores da saúde no Ceará foi tema de debate em audiência pública promovida pela Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Assembleia Legislativa nesta terça-feira (15/12). O debate atendeu a requerimento do deputado Carlos Matos (PSDB).

O parlamentar e os participantes definiram que será solicitada uma reunião com o governador Camilo Santana, em conjunto com representantes das secretarias da Saúde, do Planejamento e das Finanças, para tratar das questões salariais e trabalhistas.

O líder do governo na Casa, deputado Evandro Leitão (PDT), foi chamado à audiência e se comprometeu a solicitar a reunião com o governador. Além disso, Carlos Matos afirmou que irá pedir uma audiência pública para que o governo faça a prestação de contas dos gastos na saúde, em cumprimento à Lei Complementar nº 141, que determina essa prestação pública a cada quatro meses.

O presidente do Sindicato dos Odontologistas do Estado do Ceará (Sindiodonto), Cláudio Ferreira do Nascimento, disse que, há cerca de 120 dias, o governador se reuniu com representantes dos servidores e solicitou um prazo de 90 dias para avaliar a situação da saúde no Ceará. Entretanto, não houve nenhum retorno do Executivo estadual.

“O governador apresentou propostas em sua campanha eleitoral. Como pede mais 90 dias para entender a situação da saúde no Estado?”, questionou a promotora de Saúde Pública do Estado do Ceará, Isabel Porto. Ela ainda avaliou que “nunca a situação da saúde esteve tão ruim”. A promotora informou também já ter questionado na Justiça o fato de a gestão de parte da saúde ser feita pelo Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH).

O presidente do Sindicato dos Farmacêuticos do Estado do Ceará (Sinfarce), Márcio Batista, cobrou que as contas do Governo sejam abertas e que o Executivo estadual esclareça alguns pontos, como: aumento de gastos nos últimos anos; o fato de mais de 70% dos trabalhadores serem terceirizados, além de situações de desrespeito aos direitos trabalhistas e atrasos de salários.

Para a representante da Associação Brasileira de Enfermagem, Eucléia Gomes Vale, os profissionais vivem uma situação degradante, gerando até problemas de saúde. Ela cobrou que o Governo realize concursos e apresente um Plano de Cargos e Carreiras para os trabalhadores da saúde no Estado.

O secretário geral do Conselho Regional de Medicina (CRM), Lino Antônio Cavalcante, relatou que há casos de funcionários de hospitais que não têm como pagar a condução, porque não estão recebendo salário. E o presidente do Conselho Regional de Farmácia, Osvaldo Sousa Filho, destacou que os baixos salários obrigam os profissionais a trabalharem até 80 horas por semana, o que está deixando muitos deles doentes.

Também estiveram presentes na audiência pública a presidente do Sindicato dos Enfermeiros do Estado do Ceará (Senece), Telma Cordeiro; a diretora jurícia do Sinfono, Maria Salete Fontenele; o presidente do Conselho Regional de Fonoaudiologia, Charleston Teixeira, e a presidente do Sindicato dos Assistentes Sociais do Estado do Ceará (Sasec), Roseli Ferreira da Silva.

JM/GS

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 1064 vezes Última modificação em Quarta, 16 Dezembro 2015 13:50

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

Você concorda com a criação de novo tributo que compense gastos com programas sociais e a desoneração da folha de pagamento?


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500