Fortaleza, Quinta-feira, 01 Outubro 2020

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Internautas defendem tolerância com feiras informais - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Segunda, 05 Junho 2017 10:41

Internautas defendem tolerância com feiras informais

Avalie este item
(0 votos)
A enquete do Portal da Assembleia Legislativa veiculada entre os dias 29 de maio e 5 de junho questionou aos internautas se as feiras informais em espaços públicos devem ser toleradas pela gestão municipal. Para a maioria dos participantes (58.9%), as feiras informais são fonte de emprego e renda para muitas famílias que não conseguem ingressar no mercado formal, portanto devem ser toleradas.

Outros 33,9% entendem que esse tipo de comércio desorganiza o espaço público, dificulta a circulação de pessoas e veículos e facilita a sonegação fiscal. Já 7,1% preferiram não opinar sobre o assunto.

Para o deputado Ely Aguiar (PSDC), as feiras informais, quando disciplinadas rigorosamente, devem ser toleradas. “Essa forma de trabalho é a sobrevivência de muitas famílias. Se a prefeitura fiscalizar de maneira que não venha a prejudicar ninguém, os feirantes devem poder continuar seu trabalho”, assinala.

A deputada Fernanda Pessoa (PR) destaca o período de crise no Estado. “Com a falta de oportunidade de emprego, muitas famílias precisam do trabalho informal para seu sustento. É importante deixar que as pessoas busquem maneiras de se sustentar, até para não aumentar a criminalidade”, diz. A parlamentar ressalta que, no caso de feiras informais, é importante a fiscalização e organização dos espaços, para não gerar conflitos.

De acordo com o deputado Carlos Felipe (PCdoB), há necessidade de regulamentar as feiras informais, além de adequar os termos da vigilância sanitária. “Sou a favor das feiras, desde que não atrapalhem as pessoas, o trânsito e tenham fiscalização e estrutura de suporte, para não prejudicar nenhum cidadão”, frisa.

Para Alex Araújo, economista com MBA em Finanças pela Fundação Getúlio Vargas e em Banking pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, os empregos informais são importantes como alternativa de renda. “A informalidade é uma porta de entrada para o mercado de trabalho, principalmente na atual situação de desemprego que vivemos no Brasil”, acrescenta. O economista assinala que a permissividade dos empregos informais não pode, porém, estimular a ilegalidade. “É necessário que essas pessoas sejam estimuladas e fiscalizadas para ingressarem no mercado formal”, observa.

GM/AT

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 1012 vezes Última modificação em Terça, 13 Junho 2017 14:17

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

Você concorda com a criação de novo tributo que compense gastos com programas sociais e a desoneração da folha de pagamento?


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500