Fortaleza, Quarta-feira, 19 Dezembro 2018

Pesquisar

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Segunda, 08 Outubro 2018 10:47

Internautas esperam dos governantes mais diálogo e geração de emprego Destaque

Avalie este item
(0 votos)
A enquete do portal da Assembleia Legislativa, veiculada  entre 1º e 8 de outubro, perguntou aos internautas o que esperam do novo quadro de representantes escolhidos pelo povo nas eleições de 2018. Para 82,6% dos participantes, a expectativa é de uma gestão que priorize um diálogo, políticas de inclusão social, geração de emprego, equilíbrio econômico e combate à violência.

Outros 17,4% defendem uma revisão dos programas que oneram o orçamento público, a redução da presença do Estado na economia, a diminuição de impostos e a menor regulamentação das empresas.

A deputada Fernanda Pessoa (PSDB) concorda com a maioria dos internautas e ressalta que a geração de emprego é um ponto importante para ser trabalhado pelos governantes eleitos. “É necessário manter os jovens na escola, os hospitais funcionando e ter um plano de segurança pública, porém não podemos esquecer o sustento. Emprego e renda para os cidadãos precisam ser também uma prioridade a ser trabalhada”, aponta.

Já o deputado Fernando Hugo (PP) considera necessário conter ao máximo o gasto público, priorizando grandes investimentos para melhorias na saúde, segurança e educação, tripé que sustenta um bom desempenho governamental. “Dependemos de ações concretas e objetivas na administração, para investir em políticas públicas”, assinala.

Para o cientista político e professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), João Paulo Bandeira, o resultado da enquete reflete o que as urnas mostraram na votação do último domingo (07/10). Ele afirma que o resultado das urnas confirma um direcionamento de esquerda e centro-esquerda por parte do eleitor cearense, “algo que faz sentido" em sendo o Ceará um estado sofrido e pobre, com muita desigualdade social e política. “O eleitor sabe que essas ideias de liberalismo e arrocho econômico sempre quebram para o lado do mais pobre”, observa.

De acordo com João Paulo, a quantidade de votos recebidos por candidatos como Ciro Gomes e Fernando Haddad, e a eleição de Cid Gomes, como senador,  “confirma a ideia do Ceará como um estado que quer mais inclusão social, geração de emprego e combate à violência. Uma agenda mais social e menos liberal”.

“A votação expressiva no Nordeste desses candidatos indica um povo que resiste, que não está alinhado ao liberalismo e nem com o esse neofascismo emergente, e que ainda confia no Estado como condutor das políticas sociais e públicas”, diz.

Sobre as mudanças ocorridas no quadro de representantes, João Paulo afirma que o cenário nas câmaras nunca esteve tão fragmentado. “Parte representantes escolhidos nesta eleição não tem a menor qualificação” afirma.
PE/AT 

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 186 vezes Última modificação em Quarta, 10 Outubro 2018 07:30

Portal do Servidor

Enquete

Como você pretende utilizar o 13º salário?

Internautas esperam dos governantes mais diálogo e geração de emprego - QR Code Friendly


 

  29ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500