Fortaleza, Segunda-feira, 17 Junho 2019

Pesquisar

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Terça, 16 Abril 2019 14:45

Comissão da Infância e Adolescência pontua necessidades de instituições de acolhimento

Avalie este item
(1 Voto)
A Comissão da Infância e Adolescência da Assembleia Legislativa iniciou, na manhã desta terça-feira (16/04), a série de visitas técnicas a entidades de acolhimento institucional a crianças e adolescentes. A comitiva da Casa foi composta pelas deputadas Érika Amorim (PSD) e Augusta Brito (PCdoB), presidente e vice-presidente colegiado, respectivamente, além de assessores e técnicos da comissão.

A Casa de Apoio Sol Nascente, que atualmente abriga 18 crianças, foi a primeira a ser visitada. Na oportunidade, Érika Amorim conversou com funcionários da instituição. “Entre outras demandas, verificamos a necessidade de se firmarem parcerias institucionais com núcleos de atendimento de saúde para as crianças acolhidas. Eles se mantêm apenas com doações e, por não terem prioridade no atendimento, embora necessário, conseguem acesso a serviços públicos por amigos e pedidos boca a boca”, afirma.

A segunda entidade visitada foi o Lar Santa Mônica, unidade de acolhimento para meninas de 7 a 18 anos vítimas de violência sexual ou em situação de vulnerabilidade. As deputadas Érika Amorim e Augusta Brito conheceram o trabalho das mães sociais, educadoras que acompanham o dia a dia das crianças. “Devemos estudar maneiras de ressocializar as meninas que estão lá, além de toda a ajuda psicossocial”, indica Augusta.

Érika Amorim reforça que, na segunda instituição, foi notada a boa estrutura e cuidados direcionados às crianças e adolescentes. “Porém, sentimos a carência de formação continuada para os profissionais que atuam diretamente com as meninas. Eles não tiveram experiência de trabalho com vítimas e foram treinados somente pela equipe técnica do abrigo”, conclui.

 

CRONOGRAMA

As visitas acontecerão sempre às terças-feiras, a partir das 8h30, alternando a cada 15 dias. Ao final do ciclo, a comissão irá elaborar um relatório que deve subsidiar os trabalhos no que diz respeito às ações de fortalecimento e melhorias para essas instituições, bem como permitir a proposição de matérias que atendam as demandas identificadas.

Em função da particularidade e garantia do sigilo de algumas entidades, em especial as que lidam com crianças e adolescentes vítimas de abuso e exploração sexual e vítimas ameaçadas, não serão divulgadas as próximas instituições a serem visitadas.

Da Redação/Com Assessoria

 

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 246 vezes

Portal do Servidor

Enquete

Você concorda com mudanças no Código de Trânsito Brasileiro para abrandar multas e pontuação na CNH de motoristas infratores?

Comissão da Infância e Adolescência pontua necessidades de instituições de acolhimento - QR Code Friendly


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500