Fortaleza, Terça-feira, 07 Julho 2020

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Pesquisa sobre turismo de eventos e negócios é apresentada na Assembleia - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Segunda, 03 Junho 2019 18:08

Pesquisa sobre turismo de eventos e negócios é apresentada na Assembleia

Avalie este item
(0 votos)
Pesquisa sobre turismo de eventos e negócios é apresentada na Assembleia foto : Marcos Moura
O turismo de eventos e negócios movimentou mais de R$ 549 milhões de reais em 2018 no Ceará. É o que revela o relatório sobre a pesquisa de impacto do turismo de eventos e negócios na economia do Estado apresentado durante audiência pública realizada na tarde desta segunda-feira (03/06), na Assembleia Legislativa do Ceará, proposta pelo deputado Sérgio Aguiar (PDT).

O estudo foi realizado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio), Universidade de Fortaleza (Unifor) e Fundação Visite Ceará. Feita em 2018, a pesquisa entrevistou 3.308 pessoas em 26 eventos com 23.712 participantes. Eles responderam um questionário com 12 itens, como origem dos turistas, escolaridade, renda familiar, característica do grupo, organização da viagem, permanência no Ceará, meios de hospedagem, entre outros.

Sobre o perfil dos turistas de eventos, a pesquisa revelou que 60,6% apresentam ensino superior completo, com renda familiar de 31,1% dos entrevistados entre R$ 3.817,00 e R$ 9.540,00. Os principais mercados emissores de turistas são Sudeste (35,7%) e Nordeste (27,1%). Vieram de outros estados 70% dos participantes, 75,7% se hospedaram em hoteis/flats e 28,4% ampliaram a estadia motivados, em sua maioria, pelo lazer.

O deputado Sérgio Aguiar (PDT) ressaltou que grande parte dos turistas que visitam o  Ceará, principalmente na alta estação, vêm devido ao sol, às praias de águas quentes e à hospitalidade do cearense. Entretanto, durante a chamada baixa estação, essa visitação não era tão frequente e, para melhorar o turismo, o Governo do Ceará construiu o Centro de Eventos, oferecendo melhores condições para o Estado receber muitos eventos, inclusive simultaneamente.

"O resultado disso é o que vemos agora com a divulgação dessa pesquisa, que revela a alternativa para o turismo do Ceará, saindo do turismo de lazer, de sol e praia, para o turismo de eventos, fortalecendo assim o nosso turismo em todos os meses do ano, e não apenas na alta estação, no começo e no meio do ano", explicou.

O presidente nacional da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIAH), Manoel Linhares, disse que "o turismo  impacta em mais de 50 setores da economia. "Essa pesquisa vai melhorar tanto o setor hoteleiro, como outros setores da cadeia produtiva do turismo, uma vez que impacta diretamente os taxistas, a rendeira de Aquiraz, o artesão de Itapagé, o comércio de Fortaleza, e todos saem ganhando", acentuou.

O secretário de Turismo de Fortaleza, Alexandre Pereira, destacou a iniciativa do deputado Sérgio Aguiar de trazer a discussão do turismo para a Assembleia Legislativa, principalmente o turismo de negócio."Nós temos um dos maiores centros de eventos do Brasil, mas é necessário ter uma estratégia para desenvolver melhor o turismo de eventos e negócios. Esse turista que vem para um congresso, feira ou seminário é um turista que muitas vezes acaba ficando mais dois ou três dias na cidade e deixa mais dinheiro do que o turista de lazer, porque o gasto médio dele é mais elevado", apontou.

Para a diretora do Sindicato das Empresas Organizadoras de Eventos e Afins do Estado do Ceará (Sindieventos) e representante da Fecomércio, Circe Jane Teles, sempre foi um anseio de todos que fazem a cadeia produtiva de turismo de negócios e eventos levantar índices; ter números para nortear tanto as ações de Governo como as ações do setor privado que trabalha com o turismo de eventos, para saber qual a importância e qual o impacto econômico desse tipo de turista que vem para o Ceará. "Com essa pesquisa, foi possível traçar o perfil desse turista. Essa é a maior pesquisa até hoje já feita no Ceará. Com esses dados, conseguimos ver o quanto é  importante e o quanto o turismo de negócios e eventos impacta na cadeia produtiva do turismo (hotelaria, comércio, transporte, malha aérea) e o quanto significa para a economia do Ceará", afirmou.

Também participaram da audiência Lívia Aguiar, representando a Secretaria de Turismo do Ceará; Sueny Vasconcelos, diretora do Visite Ceará; Wagner Borges, representando o Centro de Ciência e Comunicação Social da Universidade de Fortaleza (Unifor); Edvaldo Nunes, da Federação Cearense de Micro e Pequenas Empresas (Fecempe); Sérgio Oliveira, representante da Câmara de Comércio Italo-Brasileiro; Régis Medeiros, vice-presidente do Visite Ceará; Eliseu Barros, presidente da ABIAH-Ce; Pedro Carlos Fonseca, presidente do Fórum de Turismo do Ceará; Flávio Alvarenga, do Sindicato dos Guias de Turismo; Marcos Pompeo, secretário executivo do Conselho de Turismo Fecomércio-Ce, além de estudantes e convidados. 

WR/CG

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 501 vezes Última modificação em Segunda, 03 Junho 2019 18:32

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

A pandemia da Covid-19 trouxe mudanças no cotidiano da sociedade (o home office é uma delas). Você acha que o trabalho remoto veio para ficar?


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500