Fortaleza, Sábado, 16 Novembro 2019

Pesquisar

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Sexta, 19 Julho 2019 15:31

AL realiza aula inaugural de curso de formação em saúde para agentes públicos Destaque

Avalie este item
(0 votos)
Abertura do Curso Para Agentes de Saúde Abertura do Curso Para Agentes de Saúde Foto: Marcos Moura
Com a presença do presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Sarto(PDT), do secretário municipal de Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Elpídio Nogueira, e da secretária adjunta de Saúde do Município , Ana Estela foi realizada, na tarde desta sexta-feira (19/07), a abertura oficial do curso "Cuidando em rede: saberes e práticas na atenção às famílias vítimas de homicídio”.

De iniciativa do Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência (CCPHA) da AL, em parceria com o Instituto Oca, a Open Society Foundations (OSF) e a Universidade Estadual do Ceará (Uece), o projeto teve início na segunda-feira (15/07) e segue até o dia 26 deste mês.

Segundo o presidente da AL, deputado José Sarto, o objetivo do curso é facilitar, preparar, diagnosticar e evoluir no trabalho que tem sido desenvolvido pelo CCPHA. Serão capacitados 1000 pessoas, sendo 700 ligadas à área de saúde e 300 ligadas à área de assistência.  “Os servidores que estão na ponta da prestação de serviço público nessas áreas de risco vão ver a abordagem que tem sido feita e toda uma logística que o Comitê tem implantado e que foi alvo de reconhecimento por instituições internacionais”, destacou.

Conforme o deputado Renato Roseno (Psol), relator do Comitê, o colegiado fez um levantamento em 2018, em associação com o Instituto Oca, para avaliar como os servidores percebiam o papel deles na prevenção aos homicídios, sobretudo na segunda década de vida.

“São quatro módulos que abrangem desde políticas públicas para a segunda década de vida, atenção às vítimas de violência, as causas da violência e como tanto a rede de saúde como a rede de assistência podem atuar na prevenção primária, secundária e, sobretudo, na prevenção terciária, atendendo vítimas de violência”, explicou Roseno acerca do curso.

O secretário municipal de Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Elpídio Nogueira, demonstrou otimismo em relação à redução dos números de homicídios em Fortaleza, ressaltando que o curso deve contribuir para diminuir ainda mais esses índices. “Eu acho que é um momento importante, e a gente percebe, pelo interesse dos servidores, que a gente vai obter grandes resultados em um curto espaço de tempo”, avaliou.

Já a secretária adjunta da Secretaria Municipal da Saúde, Ana Estela Fernandes, salientou a necessidade de capacitação e, principalmente, sensibilização desses profissionais no enfrentamento à violência. “Além de tudo, um curso desses vem sensibilizar os profissionais para essa problemática. Mais importante ainda que eles estejam sensibilizados, além de capacitados, para essa abordagem nos territórios juntos aos adolescentes e junto às famílias vítimas dessa violência”, pontuou.

Gabriela Diógenes, psicóloga do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) da Regional 2, observou que a violência desencadeia e piora o quadro de pacientes que sofrem de transtornos mentais. “O curso vem trazer para a gente uma perspectiva de compreender melhor todo o fenômeno da violência e de que forma a gente pode atuar para tentar amenizar ou diminuir os impactos junto aos nossos pacientes”, afirmou.

SOBRE O CURSO

Idealizado em parceria com o Instituto Oca, a Open Society Foundations (OSF) e a Universidade Estadual do Ceará (Uece), o curso "Cuidando em rede: saberes e práticas na atenção às famílias vítimas de homicídio” visa sensibilizar 1.000 profissionais atuantes na política de Assistência Social e de Saúde para fortalecer a rede de atenção e proteção intersetorial a famílias de Fortaleza.

Segundo Thiago de Holanda, coordenador técnico do CCPHA, a equipe enxergou na política de assistência social e de saúde dois campos importantes para estarem implicados nessa ação. “A ideia era convocar as duas áreas para pensar em ações de prevenção”, afirmou.

Além das aulas teóricas e práticas com pessoas de referência acadêmica e colaboradores do Instituto Oca e do Comitê, os participantes recebem um Guia de Orientação com o protocolo de atenção às famílias de adolescentes vítimas de homicídios, sistematizado a partir do mapeamento realizado entre 2018 e 2019.

BD/CG

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 466 vezes Última modificação em Sexta, 19 Julho 2019 15:38

Portal do Servidor

Eventos Novembro

Enquete

Senado Federal analisa mudanças na pena de condenadas grávidas ou mães com filhos até seis anos. Você concorda?

AL realiza aula inaugural de curso de formação em saúde para agentes públicos - QR Code Friendly


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500