Fortaleza, Sábado, 26 Setembro 2020

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Cantor e compositor carioca Elton Medeiros é atração do Brasilidade - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Sexta, 13 Setembro 2019 10:15

Cantor e compositor carioca Elton Medeiros é atração do Brasilidade

Avalie este item
(0 votos)
O Brasilidade, programa da rádio FM Assembleia (96,7MHz) deste domingo (15/09), às 18h, destaca o trabalho do cantor e compositor carioca, Elton Medeiros. Em 1954, o samba Exaltação a São Paulo, composto para a Aprendizes de Lucas, foi apresentado na rádio Nacional, com arranjo do maestro Radamés Gnattali para violino e caixas-de-fósforo e interpretação de Jorge Goulart.

Aos 17 anos, tocava de dia na Orquestra Juvenil de Estudantes, que se apresentava na rádio Roquete Pinto, e à noite trombone, na gafieira Fogão, do compositor Uriel Azevedo.

Em 1959 o cantor Jamelão, acompanhado da Orquestra Tabajara, gravou de autoria dele Falta de queda.No início da década de 1960, juntamente com Cartola, Nelson Cavaquinho, Zé Kéti, Nuno Veloso e Jorge Santana, formou o grupo A Voz do Morro, que se apresentou uma única vez em um programa de televisão, e se  desfez logo depois.

Em 1964, passou a frequentar o Zicartola. Nessa época, conheceu Paulinho da Viola e iniciou parceria com Cartola, compondo O sol nascerá, interpretado por Nara Leão, no show Opinião. A composição também foi incluída no primeiro LP da cantora. Por essa época, em parceria com o poeta Walmir Ayala, escreveu o espetáculo Chão de estrelas, baseado na vida de Orestes Barbosa.

Em 1965, participou do musical Rosa de Ouro, de Hermínio Bello de Carvalho e Kléber Santos, junto com Nelson Sargento, Anescarzinho do Salgueiro, Paulinho da Viola e Jair do Cavaquinho, e ainda Clementina de Jesus e Araci Cortes. O musical foi transformado em dois LPs, pela Odeon, lançados nos anos de 1965 e 1967, respectivamente.

Ainda em 1965 integrou o conjunto A Voz do Morro, desta vez, com nova formação que incluiu Zé Kéti, Anescarzinho do Salgueiro, Paulinho da Viola, Jair do Cavaquinho, Oscar Bigode e Zé Cruz e gravou o LP Roda de samba.

Elizeth Cardoso, no disco Elizeth sobe o morro, interpretou três composições de autoria de Elton Medeiros: Meu viver, com Jair do Cavaquinho e Kléber Santos; Folhas no ar com Hermínio Bello de Carvalho e Rosa de ouro, em parceria com Paulinho da Viola e Hermínio Bello de Carvalho.

Com produção de Fátima Abreu e Ronaldo César e apresentação de Narcélio Limaverde, Brasilidade vai ao ar aos domingos, às 18h. A reprise acontece nas terças-feiras, às 23h.
Da Redação

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 1019 vezes

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

As mudanças de hábito promovidas pela pandemia da Covid-19 serão incorporadas pela sociedade?


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500