Imprimir esta página
Segunda, 23 Setembro 2019 05:36

Coluna Macario Batista

Avalie este item
(0 votos)
A bronca (e a vaia) do capitão   Giovani é vice-prefeito de Juazeiro do Norte. É apaixonado pela idéia de ser capitão-médico do “Glorioso”. Jacta-se a cada oportunidade de ser o que diz que é. Pois bem; milico por emoção, Giovani tem entrado em rota de colisão até quando não deve. Semana passada, um encontro de lideranças, entre essas jovens caririenses, defendia os direitos das mulheres e atacava essa coisa de feminicídio. Pois bem; uma senhorinha, professora, dedicava o tempo de sua fala, citando o governo Camilo, numa cobrança natural, por mais segurança para a mulher. Foi quando o Capitão Giovani se levantou e bradou: – Aqui, você não fala do Governador Camilo. De cara, levou uma vaia da plateia. Quando a mulher que falava reagiu, dizendo que ele a estava agredindo e, por conseguinte, as mulheres. Giovani insistiu e levou outra, e aí longa e estrepitosa vaia. Não fosse a intermediação do vice-presidente da Assembléia Legislativa, Fernando Santana, Giovani estaria sendo xingado e vaiado até agora. Ensinava Mãe Vovó Petronilha, A Racista, que, “quem com muitas pedras bole, uma lhe cai na cabeça”.   N.S. de Fátima, oficial Assembleia Legislativa aprovou o projeto de lei, do deputado Nizo Costa, incluindo a caminhada de Nossa Senhora de Fátima, em Assaré, no Calendário Oficial de Eventos do Estado.
Lido 581 vezes

Mais recentes de Fotografia