Fortaleza, Sábado, 16 Novembro 2019

Pesquisar

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Sexta, 18 Outubro 2019 17:59

Os 110 anos dos Dnocs são celebrados na Assembleia Legislativa

Avalie este item
(1 Voto)
Os 110 anos dos Dnocs são celebrados na Assembleia Legislativa foto : Máximo Moura
A Assembleia Legislativa homenageou os 110 anos de criação do Departamento Nacional de Obras Contras as Secas (Dnocs) em sessão solene nesta sexta-feira (18/10). O evento atendeu requerimento da deputada Fernanda Pessoa (PSDB), subscrito pelos parlamentares Heitor Férrer (SD), Carlos Felipe (PCdoB) e Nelinho (PSDB).

A deputada Fernanda Pessoa ressaltou que o Dnocs, em seus 110 anos de atividades, construiu mais de 300 açudes públicos, mas sua atuação também se dá em outras frentes, como perfuração de poços artesianos e apoio à piscicultura, além de reunir relevantes conhecimentos e tecnologia que ajudam no combate aos efeitos da seca.

A parlamentar lembrou que o Dnocs passa por um momento preocupante, “com frustrante processo de descontinuidade de suas atividades e com diminuição de aportes orçamentários”. Fernanda Pessoa destacou ainda que há parlamentares estaduais e federais atuando em defesa do órgão. “Não se pode falar do estado do Ceará sem falar do Dnocs. É preciso revitalizar esse órgão tão importante para o Nordeste”, ressaltou.

O deputado Nezinho Farias (PDT) reforçou a importância da atuação do órgão no interior do Ceará e afirmou que “é necessário salvar o Dnocs, que já foi uma referência nacional”.

Para o diretor geral do Dnocs, Roberto Otto Penna, o órgão prestou contribuição para o Nordeste, pois ajudou a possibilitar a convivência com a seca e a permanência dos sertanejos em suas cidades, “dando condições de alimentação e sobrevivência no próprio sertão. O Dnocs contribuiu muito para o desenvolvimento do semiárido. A contribuição para o sertão é incomensurável”, enfatizou.

Segundo o secretário de Recursos Hídricos do Estado, Ramon Flávio Gomes Rodrigues, o Dnocs “é, acima de tudo, uma escola”. Ele lembrou que o órgão contribuiu bastante durante a criação da Secretaria de Recursos Hídricos, em 1987, e reforçou a necessidade de apoio político para garantir sua permanência.

O diretor administrativo do Dnocs, Gustavo Henrique Paiva Medeiros, destacou que a atuação do órgão garantiu alimento e empregos a muitos municípios cearenses e nordestinos. Ele também informou que pode haver esvaziamento das atividades, pois cerca de 90% dos funcionários em exercício estão próximos da aposentadoria.

Para o diretor de Desenvolvimento Tecnológico do órgão, Felipe Belchior, “o Dnocs tem muito a fazer, muitas tecnologias novas a serem implantadas. Se o Dnocs ainda existe, é por força de seus funcionários. Se não vierem novas pessoas para aprender com eles, esses conhecimentos podem se perder. Concurso já!”, cobrou.

Manfredo Cássio de Aguiar Borges, ex-direto regional do Dnocs, ressaltou o conhecimento acumulado pelo órgão ao longo de mais de um século de atuação e enfatizou que o Dnocs é o único com capacidade técnica para gerir a obra de transposição do rio São Francisco.

Durante a solenidade, o representante da Sociedade Cearense de Geografia e História, Barros Alves, apresentou quatro obras de referência sobre a historiografia das secas no Ceará: "O Problema das Secas no Ceará", de Thomaz Pompeu Sobrinho; "O Secular Problema do Nordeste", de Ildefonso Albano, e os dois livros de Rodolfo Theóphilo, "A História da Seca do Ceará" e "A Seca de 1915".

Também foram homenageados pelos 110 anos do Dnocs o chefe de Serviço de Orçamentos e Finanças do Dnocs, Antônio de Carvalho Costa; o engenheiro civil Antônio Gouveia Neto (in memoriam), representado pelo filho Carlos Brasil Gouveia; o farmacêutico do serviço médico do Dnocs, Felizardo de Pinho Pessoa Filho; o diretor da assessoria técnica e empresarial, José Oswaldo Pontes;  Manfredo Cássio de Aguiar Borges, e o chefe do Centro de Pesquisas em Aquicultura, Pedro Eymard Campos Mesquita.

Estiveram presentes o deputado Heitor Férrer (SD); o ex-diretor do órgão Angelo José de Negreiros Guerra; padre Moisés Rodrigues, além de representantes do Judiciário, sindicatos de produtores rurais, engenheiros, servidores do Dnocs e associação dos ex-deputados.

JM/CG

 

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 428 vezes

Portal do Servidor

Eventos Novembro

Enquete

Senado Federal analisa mudanças na pena de condenadas grávidas ou mães com filhos até seis anos. Você concorda?

Os 110 anos dos Dnocs são celebrados na Assembleia Legislativa - QR Code Friendly


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500