Fortaleza, Segunda-feira, 02 Agosto 2021

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Login

Maioria dos internautas pretende guardar  décimo terceiro para despesas de 2021 - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Segunda, 14 Dezembro 2020 11:34

Maioria dos internautas pretende guardar décimo terceiro para despesas de 2021 Destaque

Avalie este item
(0 votos)
Enquete realizada pelo portal da Assembleia Legislativa, veiculada entre os dias 7 e 14 de dezembro, perguntou aos internautas como pretendem gastar o décimo terceiro salário.

Para 47,5% dos participantes, o dinheiro ficará guardado para despesas de início do ano. Outros 42,4% informaram utilizar o dinheiro para pagar contas atrasadas; enquanto 10,2% dizem que irão presentear as pessoas que estiveram ao lado deles neste ano tão cheio de incertezas e desafios.

O deputado Nezinho Farias (PDT) afirma não ter se surpreendido com o resultado da pesquisa. “Este ano foi bem difícil para todos nós, muitos tiveram uma redução significativa da renda. E janeiro sempre é um mês complicado em relação às despesas, como IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), material escolar.”

Na opinião do parlamentar, utilizar o 13º salário para pagar as despesas de início de ano é a decisão mais sábia. “Óbvio que todos gostam de presentear e ganhar presentes, mas se tem uma coisa que 2020 nos ensinou é  valorizar o ser e não o ter. Vamos estar mais presentes na vida de todos que amamos”, acrescenta.

O deputado Sérgio Aguiar (PDT) reforça a opinião da maioria, considerando “prudente” a postura daqueles que demonstraram a intenção de guardar o dinheiro para as despesas de início do ano. “Estou de acordo com o que a maioria respondeu. É a forma prudente de se fazer com que se tenha uma perspectiva de estar preparado para os acontecimentos que irão vir no próximo ano”, observa.

O parlamentar acrescenta que o momento requer educação financeira, diante das incertezas e baixas chances de previsibilidade. “As pessoas têm que estar preparadas porque não sabemos como ficará a economia brasileira neste início de 2021, um ano que podemos considerar, com grandes reflexos da pandemia.

A deputada Érika Amorim (PSD) afirma ter ficado feliz em ver que a maioria dos internautas têm optado por poupar o dinheiro para as despesas do ano. “Isso só reforça a importância da educação financeira para nossa nação. É preciso reavaliar hábitos de consumo e dar condições para uma pessoa decidir melhor o que fazer com seu dinheiro. A educação vem para ajudar as pessoas a planejar e gerir sua renda, poupar, investir e garantir uma vida financeira mais tranquila”, pontua.

O economista Marcel Girão aconselha a priorizar as contas em atraso, antes de separar um dinheiro para uma conta futura. “Normalmente essas contas em atraso trazem consigo juros. Então, quando você paga, já cancela, deixa de gastar com juros e toma crédito de novo para as compras futuras”, assinala.

Marcel Girão alerta que, além das dívidas contraídas, é preciso ter atenção com aquelas que podem comprometer mais do que o desejado no orçamento. Ele chama atenção para o alto índice de endividamento, sobretudo após a pandemia. “Dados da Fecomércio (Federação do Comércio do Estado do Ceará) revelam que, com o início da pandemia, o endividamento dos consumidores de Fortaleza saltou de 61,4% para 83,1%. Por isso, é importante verificar as dívidas que mais geram juros e pagar logo”, recomenda.
LS/AT

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 415 vezes Última modificação em Segunda, 14 Dezembro 2020 11:57

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500