Fortaleza, Quinta-feira, 20 Janeiro 2022

Pesquisar

Comunicação

Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia
Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos

Alcance ENEM

Alece 2030

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Login

Internautas afirmam ser solidários diante da atual crise - QR Code Friendly
Segunda, 15 Fevereiro 2021 12:06

Internautas afirmam ser solidários diante da atual crise Destaque

Avalie este item
(0 votos)
A enquete do portal da Assembleia Legislativa, veiculada entre os dias 8 e 15 de fevereiro, perguntou se as pessoas se consideram solidárias, diante da crise acentuada pela pandemia de Covid-19. Enquanto 90,4% dos que participaram responderam afirmativamente, outros 9,6% apontaram que não.

O deputado Renato Roseno (Psol) ressalta que, como mostra a enquete, a maioria do povo brasileiro é realmente solidária, estando disposta a ajudar o próximo nas horas de dificuldade.

"Esse sentimento de solidariedade tem de se refletir também nas políticas públicas. Por isso, defendemos que, em termos de iniciativa oficial, o ato mais solidário que podemos oferecer à população nesse momento é a aprovação de uma renda básica de cidadania, isto é, uma renda mínima que poderia garantir a sobrevivência e a dignidade dos mais vulneráveis", assinala.

Para o deputado Acrísio Sena (PT) a pandemia está exigindo de todos um comportamento solidário, até porque sem ele não seria possível sobreviver.

"Quando usamos máscaras e ficamos em casa, por exemplo, estamos pensando em nossa proteção, mas também na do outro. Milhões de pessoas estão sem emprego, vários negócios fecharam e é necessária uma renda mínima para os setores mais vulneráveis", comenta.

Ainda segundo o deputado, o Governo do Estado está abraçando esta parte da população, assim como várias entidades estão mobilizadas ajudando pessoas em situação de rua. "São nestes momentos mais graves que o espírito humano tem a chance de apresentar suas características mais elevadas", comenta.

Para o deputado Fernando Hugo (PP), infelizmente, neste momento, não se pode afirmar que a sociedade brasileira tem sido solidária com o próximo em relação à questão da pandemia.  "Não posso considerar que estamos sendo muito solidários atualmente, até porque temos assistido, nas grandes e nas pequenas cidades, diversos episódios de desrespeito e de descumprimento às orientações sanitárias que buscam preservar a saúde da população", avalia.

Segundo o parlamentar, ser solidário é agir de forma responsável e consciente no sentido de proteger a vida do próximo, o que tem faltado em parcela da população nesses tempos. "Falta solidariedade da população na adoção de comportamentos indispensáveis neste momento para impedir a proliferação do vírus", lamenta.

Na avaliação do sociólogo Eduardo Neto Moreira, em ocasiões de crise e calamidade, há sempre uma tendência de aumento da solidariedade entre as pessoas.

Para ele, a empatia com a situação do outro, o sentimento de ajuda é algo que é típico do comportamento humano. "Nessas situações, o individualismo perde força. Nós paramos de olhar para nós mesmos e nos comovemos com a dor do outro, pois percebemos que também estamos vulneráveis a esse tipo de situação", aponta.

Ainda segundo o sociólogo, "o ser humano necessita do outro em sua convivência social e quando essa estrutura social é abalada por uma crise ou calamidade, todos nós perdemos".
RG/AT


 

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 639 vezes

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500